quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

O Mistério do Massacre Maia

Uma vala comum com mais de 50 corpos com sinais de terem tido uma morte excruciante, tem sido investigada pelos Especialistas.Os corpos,enterrados com ornamentos Reais,foram vítimas de uma violência cruel,disse Arthur A. Demarest, Arqueólogo que passou quase uma década trabalhando em Escavações no local.
Segundo o Especialista,a maioria dos corpos enterrados,entre os quais incluem Homens,Mulheres e Crianças,morreram com a cabeça para trás e com uma lança no peito, acima da espinha.

"Pode-se encontrar Prisioneiros de Guerra decapitados,mas não há Execuções em massa como neste caso",disse Demarest,à BBC.Os vencedores na Guerra Maia,disse Demarest,"

Conquistaram o lugar e normalmente,colocaram alguém no Trono e levantaram alguns Monumentos para vangloriar-se do que eles tinham feito.No entanto,quem ganhou Cancun acabou por sair.Como resultado,a Cidade de repente perdeu o seu estatuto como posição-chave ao longo do rio Pasión,considerada vital para o Povo Maia.
O colapso de Cancun levou á queda de outras Cidades ao longo do rio.No entanto,o Especialista lembra,que a queda de Cancun não deve ser considerado o gatilho para o colapso da Civilização Maia,mas que ela pode ser tratada,como um "Sintoma" das forças que eliminaram os Maias.
As conclusões do trabalho do Arqueólogo,financiado pela National Geographic e da Universidade Vanderbilt,foram liberadas e ainda não passaram pela vistas de outros Especialistas.Muitos citaram evidências Geológicas para argumentar que a Civilização Maia,mMorreu após uma devastadora Fome causada pela Seca e destruição massiva das Florestas.

"É muito suspeito e muitos não esperavam encontrar nada",disse Demarest, descrevendo como a sua equipa"Tropeçou"na vala comum durante uma Escavação de rotina de uma Lagoa na base de um Palácio.
Agora,o Especialista espera que os restos forneçam muitas pistas sobre como os Maias viveram.
Os corpos,disse o Especialista,estão muito bem preservadas.Durante séculos,foram conservados na lama da Lago e regados por uma Nascente.As Jóias preciosas sugeriram que as vítimas pertenciam à Nobreza.
Mas ainda resta a dúvida sobre quem os matou e por quê.
"É um pouco como um Mistério de Agatha Christie.Há simplesmente demasiados suspeitos",disse ,argumentando que a explicação mais plausível é que os Autores eram de uma Tribo das Montanhas,possivelmente relacionada à de Cancun através de um Casamento.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Os Excessos de Calígula

Há personagens que têm ido para a História com grandes Exércitos, como César e Alexandre, ou como grandes Políticos e Governantes, como Augusto. No entanto, existem também aqueles que foram retratados como verdadeiros exemplos de depravação, é o caso de Calígula,Imperador dos Romanos entre 37 e 41 dC. O que sabemos sobre ele é que ele era um personagem muito caprichoso,demente, desprovido de qualquer sentido ético ou moral, e capaz de extrema crueldade e atrocidades.Mas serão verdade essas fontes Históricas?
O problema das fontes, no caso de Calígula é demasiado complexa.São muito discutidas as versões dos Historiadores Gregos e Romanos, assim que a sua descrição não é muito objectiva.

Vários relatórios dessas fontes narram muito contra Calígula, principalmente de Suetónio e Dio Cassius. Note-se que as fontes são mais focadas em Histórias que na Política do jovem Imperador, dando-nos um pouco distorcida a sua verdadeira personalidade . Essa imagem negativa de Calígula, e dos outros membros da sua Dinastia, não chegam a fazer mais do que lançar as bases para a mudança de Dinastia, e promover uma imagem benigna do Governo,dos Imperadores Flávios durante o qual estas Biografias foram escritas.
Dos poucos dados seguros existentes, não têm feito parte dos Anais de Tácito sobre o Reinado de Calígula,Suetónio gasta 9 capítulos da sua Biografia para descrever o Imperador Calígula apelidado por ele de monstro.
São verdadeiras ou falsas, as afirmações que nos têm descrito desta personagem na sua irracionalidade e crueldade???
A Sua Juventude;

Suetónio aponta-nos alguns traços de carácter sinistro de Calígula, já presente nos seus verdes anos;

"...E, ao mesmo tempo, no entanto, não escondeu as suas inclinações viciosas, sendo um dos seus maiores prazeres, testemunhar a tortura e o castigo final dos condenados. À noite ía a lugares de destruição e adultério envolto num grande manto e a cabeça escondida sob uma peruca. Ele tinha paixão especial pelo Teatro,a Música e a Dança."

De seu verdadeiro nome;Caio Júlio César Augusto Germânico (em latim Gaius Julius Caesar Augustus Germanicus; 31 de Agosto de 12 d.C. - 24 de Janeiro de 41), também conhecido como Caio César ou Calígula (Caligula).
A sua alcunha Calígula (que significa "Botinhas" em Português) foi posta pelos soldados das Legiões comandadas pelo pai, que achavam graça vê-lo mascarado de Legionário, com pequenas "Caligae" (Sandálias Militares) nos pés.
Era o filho mais novo de Germânico, que, pela sua vez, era Sobrinho do Imperador Tibério. Germânico é considerado como um dos maiores Generais da História de Roma. A Mãe de Calígula era Agripina. Cresceu com a numerosa Família (tinha dois Irmãos e três Irmãs) nos acampamentos Militares da Germânia Inferior, onde o pai Comandava o Exército Imperial (14 – 16). Após a celebração em Roma do triunfo do seu Pai, marchou com ele para Oriente. Germânico faleceu durante a sua estadia em Antioquia, em 19. Após enterrar o seu Pai, Calígula regressou com a sua Mãe e os seus iIrmãos para Roma, onde a incomodidade que a sua presença gerava no Imperador,degenerou numa inimizade, causador provável das "Estranhas" Mortes de uma série de Parentes do futuro Imperador,entre os quais se contavam dois dos seus Tios.
Calígula contraiu Matrimónio com Júnia Claudilla. Este Matrimónio terminou com a Morte de Júnia durante um parto no ano seguinte.
As suas relações com Tibério pareceram melhorar quando este,se mudou para Capri e foi designado "Pontifex Maximus". À sua Morte —a 16 de Março de 37—, Tibério ordenou que o Império devia ser Governado conjuntamente por Calígula e Tibério Gemelo.
Apesar de Tibério ter então 77 anos, alguns Historiadores defendem que foi Assassinado.Tácito escreve que o "Praefectus" Macro,Amigo e Aliado de Caligula,asfixiou o Imperador a fim de garantir a ascensão de Calígula;Suetónio afirma que até mesmo o novo Herdeiro pôde ter sido o Autor do Assassinato.Pela sua vez, Fílon e Josefo registram que Tibério faleceu por Morte natural.
O Seu Reinado;

Após desfazer-se de Gemelo, o novo Imperador tomou as rédeas do Império. A sua administração teve uma época inicial pontuada por uma crescente prosperidade e uma gestão impecável; porém, a grave doença pela qual passou o Imperador marcou um ponto de inflexão no seu jeito de Reinar. Apesar de que uma série de erros na sua Administração derivaram numa crise Económica e numa Fome, empreendeu um conjunto de reformas públicas e urbanísticas que acabaram por esvaziar o Tesouro. Apressado pelas dívidas, pôs em funcionamento uma série de medidas desesperadas para restabelecer as Finanças Imperiais, entre as que se destaca pedir dinheiro à Plebe.
Militarmente, o seu Reinado esteve caracterizado pela anexação da Província da Mauritânia (cujo Monarca Assassinou numa das suas visitas a Roma), pelo insucesso na Conquista da Britânia e pelas tensões que açoitaram as Províncias Orientais do Império. No Oriente, deu mostras da sua graça mediante a concessão dos territórios de Bataneia e Traconítide ao seu Amigo Herodes Agripa, e da sua megalomania ao ordenar que fosse erigida uma Estátua em sua honra no Templo de Jerusalém; enquanto no Ocidente deu provas da sua demência ao pedir o Exército que em vez de atacar as Tribos Britanas se pusesse a recolher conchas, tributo que segundo ele,essas águas lhe deviam ao monte Capitolino e ao Monte Palatino,sua Residência.
Segundo determinados Historiadores, nos seus últimos anos de Vida esteve envolvido numa série de Escândalos entre os quais se destacam manter relações incestuosas com as suas Irmãs;Agripina,a Menor, Drusilla e Júlia Livilla,e até mesmo obrigá-las a prostituir-se.
As fontes existentes que descrevem o seu Reinado,referem-no de maneira pouco favorável. Pelo contrário, as fontes centram-se na sua crueldade, extravagância e perversidade sexual, apresentando-o como um Tirano demente.Embora a fiabilidade destas fontes seja difícil de avaliar, de acordo com o conhecido com certeza a respeito do seu Reinado, trabalhou incansavelmente a fim de aumentar a autoridade do Principado; tendo de fazer face a várias Conspirações surgidas com o objectivo de derrocá-lo e lutando a fim de reduzir a influência do Senado, esmagando a oposição que este órgão legislativo continuava exercendo. Tornou-se o primeiro Imperador em apresentar-se frente do Povo como um Deus.
Calígula aceitou todos os poderes do Principado que lhe conferiu o Senado e, quando entrou em Roma a 28 de Março, foi recebido por uma grande multidão que o aclamou entre outros com as alcunhas de "O Nosso Bebé" e "A Nossa Estrela".É descrito como o primeiro Imperador que, no momento da sua ascensão, era apreciado por todos.Devido ao facto de ser o Filho do finado Germânico,muito amado pela Plebe, bem como o Sucessor de Tibério, cuja época final no Trono fora terrível para o Povo Romano.Segundo Suetónio foram sacrificados cerca de 160.000 animais em sua Honra durante os três primeiros Meses do seu Reinado.Segundo Fílon, os primeiros sete Meses do Reinado de Calígula foram dos mais felizes que experimentara o Império em muito tempo.
Enfermidade,Conspirações e Mudança de Atitude;

Calígula caiu gravemente enfermo em Outubro de 37. Esta doença é descrita nomeadamente pelo Historiador Fílon,Dião Cássio também a menciona brevemente na sua obra.Segundo Fílon a sua doença devia-se a que Calígula, após ser nomeado Imperador, tornou-se amigo demais dos excessos.O Império ficou paralisado ao receber a notícia da doença, pois o seu jovem Monarca levara-os para um período de prosperidade que diziam equiparável ao de Augusto.Embora Calígula conseguisse recuperar-se por completo desta doença, o estar tão perto da Morte marcou um ponto de inflexão no seu modo de Reinar,tal qual indica Josefo;

"Após recobrar a saúde, Calígula ordenou Assassinar várias pessoas que prometeram as suas Vidas aos Deuses se o Imperador se recuperava.Forçou a cometer suicídio àqueles exilados durante o seu Reinado;a sua Esposa; o seu Sogro, Marco Silano; e o seu Primo, Tibério Gemelo."

Fílon escreve que Gemelo instigou uma Conspiração contra Calígula enquanto o Imperador estava enfermo.Antes de se Suicidar, Silano foi julgado por Calígula pois Júlio Grecino, o encarregue de justiçá-lo num primeiro momento, recusou, sendo executado por isso,Suetónio crê que estes complots eram pura imaginação do Imperador.
Calígula foi duramente criticado por ordenar execuções sem juízo prévio. A mais significativa foi a do ex-prefeito do Pretório Sutório Macro, a quem em muitos sensos Calígula devia o Trono.

Crise Económica e Fome;

Segundo Dião Cássio, o Império teve de fazer face a uma grave crise Económica em 39.Suetónio estabelece o começo da crise em 38. A Política de Calígula, pontuada pela generosidade e a extravagância, esgotou as reservas Financeiras do Império. Os Historiadores Antigos afirmam que Calígula reagiu acusando falsamente alguns Senadores e Cavaleiros para os multar e até mesmo executá-los com o propósito de se apoderar do seu Património.Com o objectivo de fazer face à crise, Calígula pôs em funcionamento uma série de medidas desesperadas, algumas das quais são descritas pelos Historiadores; como pedir dinheiro ao Povo nos actos públicos.Estabeleceu novos Impostos nos juízos, Casamentos e prostíbulos,e implementou Leilões pelas vendas dos Gladiadores nos Espetáculos.Os Testamentos de Cidadãos Romanos que deixavam os seus bens a Tibério foram reinterpretados de modo a que Calígula recebesse esses bens.Os Centuriões que adquiriram Propriedades durante saques foram obrigados a devolver a sua pilhagem e os Oficiais responsáveis pelo cobro dos Impostos relativos ao uso de calçadas foram acusados de incompetência e multados duramente.
Talvez fosse esta crise Económica a causadora de uma breve Fome de grandes dimensões que açoitou o Império por essa época, embora os Historiadores clássicos difiram nas suas opiniões;Segundo Suetónio, era devido a que Calígula confiscara a maioria de carruagens públicas.Segundo Séneca, o motivo foi que Calígula impediu o uso de Barcos para o transporte de cereais para os utilizar como Ponte flutuante.
Caligula,o Deus Vivo;

Em 40, Calígula desenvolveu uma série de Políticas muito controvertidas que fizeram da religião um importante elemento do seu papel Político. O Imperador começou a realizar as suas aparições públicas vestido de Deus e Semideus, como Hércules, Mercúrio, Vênus e Apolo.Referia a si mesmo como um Deus quando comparecia ante os Senadores, e ocasionalmente aparecia nos documentos públicos com o nome de Júpiter.Erigiu três Templos adicados a si mesmo; dois em Roma e um em Mileto, na província da Ásia.No Fórum, o Templo de Castor e Pólux foi vinculado diretamente à residência Imperial no Palatino e dedicado a Calígula.
Escândalos;

As fontes contemporâneas, Fílon de Alexandria e Sêneca, o Moço, descrevem o Imperador como um demente irascível, caprichoso e enfermo sexual. Era acusado de dormir com as mulheres dos seus subditos,de matar por pura diversão,de provocar uma Fome ao gastar demais dinheiro na construção da sua Ponte,e de querer erigir uma Estátua de si mesmo no Templo de Jerusalém com o objectivo de ser Adorado por todos.
Fontes posteriores, entre as que se destacam Suetónio e Dião Cássio, repetiram nos seus relatos os factos indicados por autores anteriores e acrescentaram novas Histórias de loucura.
Seutónio o descreve com tendo;

"Estatura alta,corpo enorme,de pescoço e pernas delgadas.Olhos fundos,fronte larga e carrancuda e cabelos raros e alto da testa desguarnecido.Tinha corpo cabeludo e rosto horrível e repelente,e ele procurava torná-lo cada vez mais feroz,ensaiando diante de um espelho,para inspirar terror e espanto".

Além disso, estes Historiadores acusam-no de enviar algumas tropas a efectuar exercícios Militares absurdos,e de tornar o Palácio num bordel.Provavelmente a História mais famosa é a que conta que o Imperador nomeou o seu Cavalo, "Incitatus", Cônsul e Sacerdote.
A validez destas fontes é questionável pois, na cultura Política Romana, a demência e a perversão sexual iam de mãos dadas,nas crónicas que descreviam os maus Governantes.

O Seu Assassinato e As Consequências,

Segundo Josefo, as ações do Imperador desencadearam uma série de conspirações,até finalmente ser assassinado; no mesmo, viram-se envolvidos os integrantes da guarda Pretoriana, liderados por Cássio Querea.Embora o complot fosse concebido somente por três Homens, parece que muitos Senadores, soldados e equites estavam a par do mesmo e, de certa forma, envolvidos.
Segundo Josefo, as motivações de Querea para cometer o Assassinato eram puramente políticas.Suetónio escreve que o motivo do Assassinato foram as ironias de Calígula, que usava nomes pejorativos para se referir a Querea,ao que considerava um afeminado e um arrecadador de impostos incompetente.As alcunhas mais empregues pelo Imperador para se referir ao "Praefectus" eram Priapo e Vênus.
A 24 de Janeiro de 41, Querea e alguns Pretorianos abordaram Calígula enquanto ele se dirigia a um grupo de novos actores que participavam nos jogos. Os pormenores a respeito deste acontecimento variam ligeiramente de um escritor para outro, mas todos coincidem em que Querea foi o primeiro a apunhalar o Imperador, seguido pelo restante de conspiradores. Suetónio assinala as similaridades entre o Assassinato de Calígula e o de Júlio César. O Historiador escreve que o velho Caio Júlio César (Júlio César) e o novo Caio Júlio César (Calígula) foram Assassinados por 30 Conspiradores liderados por um Homem chamado Cássio (Cássio Longino e Cássio Querea).Quando os Guarda-costas Germanos do Imperador se deram conta de que Calígula estava sendo atacado, este já estava Morto. Cheios de raiva e dor, os Germanos responderam Assassinando os Conspiradores, Senadores, Transeuntes e Inocentes por igual.
O Senado tratou de usar a Morte de Calígula para restaurar a República e, pela sua vez, Querea tentou convencer o Exército para que apoiasse os Senadores.Porém, os Militares permaneceram leais à Figura do Imperador,e a Plebe unanimemente pediu que os Assassinos de Calígula fossem levados frente da Justiça.Vendo-se sem apoios, os Assassinos apunhalaram a Mulher de Calígula, Milónia Cesónia, e à sua Filha, Júlia Drusilla, a quem partiram o crânio ao bater a cabeça contra um muro.Contudo, foram incapazes de encontrar o Tio de Calígula, Cláudio, que fugiu da Cidade. Após ter-se assegurado do apoio da Guarda Pretoriana, Cláudio foi designado Imperador e,ordenou a execução dos assassinos do seu sobrinho.Segundo Suetónio, o corpo do Imperador foi escondido até poder ser incinerado e Sepultado pelas suas Irmãs. Permaneceu no Mausoléu de Augusto até que, em 410, durante o saque de Roma, as suas cinzas foram espalhadas.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

O Misterioso Desaparecimento de Agatha Christie

Image and video hosting by TinyPic
Os meus leitores devem estar um pouco admirados com esta biografia,pois apesar de ser famosa,Agatha não era um personagem importante da História Universal como Napoleão,Cleopatra,Boudicca e muitos outros...Mas decidi colocá-la aqui,pois o seu Desaparecimento tem algumas"coisinhas"curiosas...Mas vejamos a sua história,desde o ínicio e já lá chegaremos...!!!

Agatha May Clarissa Mallowan(Torquay,15 de Setembro de 1890 — Wallingford,12 de Janeiro de 1976),Mundialmente conhecida como Agatha Christie,foi uma Romancista Policial Britânica e Autora de mais de oitenta livros,da qual eu sou fã...Seus livros são dos mais traduzidos de todo o planeta,superados apenas pela Bíblia e pelas obras de Shakespeare.É conhecida como "Duquesa da Morte","Rainha do Crime",dentre outros títulos.
Quem não conhece os famosos personagens Hercule Poirot, Miss Marple, Tommy e Tuppence Beresford e Parker Pyne???

Biografia;

Agatha foi pioneira ao fazer com que os desfechos de seus livros fossem extremamente impressionantes e inesperados, sendo praticamente impossível ao leitor descobrir quem é o assassino.
Image and video hosting by TinyPic
Casou-se pela primeira vez em 1914,com o Coronel Archibald Christie,piloto do Corpo Real de Aviadores.O Casal teve uma Filha,Rosalind, e Divorciou-se em 1928.
Durante a Primeira Guerra Mundial,Agatha trabalhou num Hospital e numa Farmácia,funções que influenciaram seu trabalho:muitos dos Assassinatos nos seus Livros foram cometidos com o uso de veneno.
Image and video hosting by TinyPic
Em 1930,Casou-se com o Arqueólogo Sir Max Mallowan.Mallowan era 14 anos mais jovem que a eEscritora e as suas Viagens juntos contribuíram com muito material para vários dos seus Romances situados no Oriente Médio.O Casamento duraria até a Morte da Escritora.
Em 1971 ela recebeu o título de "Dama da Ordem do Império Britânico".
Agatha Christie Morreu em 12 de Janeiro de 1976,aos 85 anos de idade,de causas naturais,na sua residência-Winterbrook,em Wallingford,Oxfordshire.Ela está enterrada no Cemitério da Paróquia de St. Mary, em Cholsey,Oxon.
Image and video hosting by TinyPic
A única Filha da aAutora,Rosalind Hicks,Morreu em 28 de Outubro de 2004,também com 85 anos,de causas naturais.Os direitos sobre a sua obra pertencem agora ao seu Neto, Mathew Prichard.

A Autora e Sua Obra;

Agatha Christie passou a Infância e a Adolescência num ambiente quase recluso, pois sua Mãe se encarregou de dar-lhe formação cultural, proibindo-a de frequentar Escolas públicas. Tinha trinta anos quando conseguiu publicar seu Livro de estréia, "O Misterioso Caso de Styles"(1921).
Agatha Christie criou dois tipos inesquecíveis:o Detective Belga Hercule Poirot,com suas prodigiosas celulazinhas cinzentas no cérebro e Miss Marple,uma solteirona simpática,observadora sagaz e tão cerebral quanto o Detective Belga.Antes de Morrer, em 12 de Janeiro de 1976,cuidou também de preparar a despedida de Miss Marple; que voltou á mansão Styles,cenário do seu primeiro livro,para encerrar a carreira de Poirot em "Cai o Pano".

Influência da Mãe;

Agatha começou a escrever sob influência da sua Mãe,que a incentivou a criar um Conto,para passar o tempo,enquanto Agatha,entediada,recuperava-se de uma forte constipação que a deixara de cama.Ela chegou a duvidar da sua capacidade,mas conseguiu.Continuou a Escrever,encorajada por Eden Phillpotts,um Teatrólogo amigo da Família.Quando já era Famosa,disse que,durante muitos anos,se divertiu Escrevendo Histórias melancólicas,em que a maioria dos Personagens morria.
O primeiro Romance de Agatha Christie,"O Misterioso Caso de Styles",foi Escrito no final da Primeira Guerra Mundial,durante a qual ela trabalhou como Enfermeira.Nele criou Hercule Poirot,o pequeno Detective Belga que mais tarde se tornaria o Personagem de Crimes de Ficção mais popular depois de Sherlock Holmes.Foi publicado em 1920,desde aí foi um continuar de Livros,que se tornaram Famosos,para Leitores ávidos desta lLeitura.
Image and video hosting by TinyPic
O Famoso Desaparecimento de Agatha;

Na sua Autobiografia,Agatha descreve o crescente distanciamento entre ela e o Marido após a compra de uma Casa no Campo,quando ele se tornou afeito ao Golfe,dedicando a maior parte dos seus Fins-de-semana ao Desporto.Mas a crise sobreveio quando,após a Morte da sua Mãe,Agatha precisou assumir a organização da Propriedade da Família, Ashfield,em Torquay.Ela e o Marido combinaram que iriam fechar a sua Casa e ela passaria o Verão em Ashfield com a Filha Rosalind,enquanto Archibald Christie,que trabalhava em Londres,passaria a pernoitar no seu Clube, na Cidade. Com a missão concluída,a Família reencontrar-se-ia para uma viagem à Itália.
Agatha passou cerca de três Meses separando, sozinha, os documentos e objectos Antigos da Família,decidindo o que seria doado,jogado fora,distribuído entre os parentes–tarefa que,combinada com o seu sofrimento pela Morte da Mãe,a mergulhou numa profunda depressão.Na data combinada,Archibald Christie chegou e disse que não desejava mais viajar;por fim,acabou por confessar que, durante a sua temporada sozinho em Londres,envolvera-se com outra Mulher(Nancy Neele)e queria o Divórcio para se poderem Casar.
Esses eventos culminou com o Famoso Desaparecimento da Escritora.
Em Dezembro de 1926,o carro de Agatha foi encontrado abandonado,com as portas abertas,à beira de um Lago,sem nenhum bilhete ou indício de seu paradeiro.Foram feitas buscas intensas,sem sucesso;falou-se de Rapto,Suicídio e Assassinato;o Marido infiel virou suspeito.
Arthur Conan Doyle, um grande Escritor e Ocultista, tentou usar poderes Paranormais para resolver o Mistério. Ele levou uma das luvas de Christie para um célebre Médium, na esperança de que desse respostas. Isso não aconteceu.
No entanto,depois de 12 dias,o empregado de um Hotel na Cidade de Harrogate contactou a Polícia,informando que uma Hóspede do Hotel parecia-se muito com as Fotos divulgadas da Escritora Desaparecida.Chegando ao local,os Investigadores e o Marido constactaram que tratava-se de facto de Agatha Christie,que se havia registado no Hotel sob o nome de Theresa Neele(o mesmo Apelido da Amante do seu Marido).
A despeito das diversas Teorias aventadas sobre o episódio–inclusive a acusação de que se tratara de um golpe Publicitário da Autora jamais entrou em detalhes sobre o acontecido;a declaração oficial foi de que ela tinha sofrido um colapso nervoso,que provocara uma crise de Amnésia temporária.
Embora nos seus Livros Autobiográficos não haja quase nenhuma informação sobre o o assunto do seu Desaparecimento,acredita-se que,no "O Retrato",publicado sob o Nome de Mary Westmacott,Agatha conte muito da sua História através da personagem Celia, que pensa em Suicídio após ser abandonada pelo Marido.
Agatha Christie morreu de causas naturais em 12 de Janeiro de 1976, deixando inconsoláveis Milhões de Leitores fiéis, e uma fortuna calculada em 20 Milhões de dólares.

Sobre o Estranho Caso de Agatha;

O Médico Inglês Andrew Norman publicou a biografia "The Finished Portrait"(“Retrato acabado”,inédito em Português)em que defende que a Escritora sofreu um tipo de Amnésia conhecido como “Estado de Fuga”ou,em termos técnicos,um Transe Psicogénico. Como não se lembram de muitas coisas,as pessoas nesse estado Inventam Histórias e criam um novo Personagem.Segundo ele,com a Depressão após a Morte da Mãe e o desespero decorrente da Crise no Casamento,estava criado um quadro propício para o desenvolvimento desse Transe.Assim, Agatha teria saído de Casa na Noite de 3 de Dezembro de 1926 para cometer o Suicídio.Beijou a Filha e minutos depois atirou o carro contra uma árvore.No choque,teria sofrido uma Amnésia.Para corroborar sua tese,Norman diz que a Escritora,ao ser encontrada,apresentava Sintomas típicos do tal Transe,sem noção do que estava acontecendo e se comportando com naturalidade.Para o Médico Inglês,os Psiquiatras da época ainda não tinham os conhecimentos necessários para estabelecer o Diagnóstico.
Mas a nova luz jogada por Andrew Norman não parece suficiente para encerrar o Mistério.Pelos menos para os mais fanáticos pela vida e Obra da Escritora.Embora calcado nas informações da época,na Obra escrita por ela sob Pseudónimo e nos Estudos Científicos mais recentes,para muitos fãs e Pesquisadores o Médico não tem como afirmar se Agatha Christie realmente sofreu um quadro de Amnésia ou se estava consciente o tempo todo.Afinal,para eles,soa improvável que uma pessoa que quer se Matar(e que,afinal de contas,sabia muito bem como ser eficiente nisso)acabe se hospedando num Hotel de Luxo com o mesmo Sobrenome da Amante do Marido.
Senão Vejamos...;

Após pedir o Divórcio,Archie parte para Londres,para se encontrar com a Amante.
Na 6ª feira,3 de Dezembro,cerca das 9:45 PM Agatha anuncia que vai sair de carro.
Na Manhã seguinte o carro foi encontrado abandonado a algumas milhas(outras versões,tal como Norman,afirmam que ela tinha batido com o carro numa árvore e ainda outras,que o tentara afundar no Lago...) ,com algumas roupas e identificação dentro.Rápidamente nasceram boatos que se tinha Suícidado,que fora Morta(talvez pelo Marido...),que tinha sido Raptada ou apenas por Publicidade.
O estranho,é que Agatha tinha escrito algumas cartas para o Marido e para outros antes de ter Desaparecido.Na carta para o Irmão dizia-lhe que ía de Férias para Yorshire,outra para um Chefe local dizia que temia pela sua Vida.Porquê????Para despistar o que iria fazer ou para inculpar alguém???
A meia milha,donde ela deixou o carro,havia um Lago chamado "Silent Pool",que usou num dos seus Livros;um dos seus Personagens afogou-se nesse Lago.A Policia procurou-a nesse Lago,sem resultado.Devido á infelidade do Marido a policia escutou as chamadas telefónicas e seguiu-o para todo o lado.15,000 Voluntários procuraram-na pelos arredores...após alguns dias,encontraram-na num Hotel de Luxo, em Harrogate,onde assinara na manhã de Sábado,4 de Dezembro,sobre o Nome de Teresa Neele.Curioso,não???Porquê usou este nome precisamente e não usou outro???
Alguns dos Hóspedes tinham-na reconhecido através das Fotos das notícias dos Jornais,mas ela riu-se perante as sugestões de ela ser a Desaparecida.Mas finalmente alguém notificou a Policia que junto com o Marido foram-na identificar,a 14 de Dezembro.O comentário de Agatha foi;
"Fancy, my Brother has just arrived."(Fancy,o meu irmão acabou de chegar.)

Após esta exclamação,rápidamente pensaram que ela teria tido Amnésia devido ao choque da Morte da Mãe e da infedelidade do Marido.Mas muitos não acreditaram nisso,por ser tão obvio e Agatha recusou-se a comentar o assunto e nem mesmo o mencionou na sua Autobiografia e assim o Mistério chega até aos nossos Dias...mas o mais plausível foi;que quiz fugir ,por alguns dias,dos seus problemas e que deu aquele Nome,para não ser encontrada...Afinal ela era uma perita em dar pistas falsas...!!!!
De qualquer modo,seguiu em frente com a sua Vida,após o Divórcio e casou-se de novo com o Arqueologista Max Mallowan(continuou com o Nome de Christie,por ser já muito Famosa no Mundo da Literatura...),em 1928,tendo finalmente a Felicidade que merecia...

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

A Lenda de Tróia

A Guerra de Tróia pode ter sido um grande conflito bélico entre Gregos e Troianos, possivelmente ocorrido entre 1300 a.C. e 1200 a.C. (fim da Idade do Bronze no Mediterrâneo). Segundo o poeta-épico, Homero, a Guerra foi motivada pelo rapto de Helena, Rainha de Esparta, por Páris, Príncipe de Tróia.
Tróia é hoje o nome de um sítio Arqueológico em Hissarlik, na Anatólia, próximo à costa em que está hoje a província Turca de Çanakkale, a Sudoeste do Monte Ida.
Uma nova Cidade foi fundada no sítio no Reinado do Imperador Romano Augusto. Floresceu até o estabelecimento de Constantinopla, e declinou gradualmente durante os tempos Bizantinos.
Nos anos 1870 o Arqueólogo Alemão Heinrich Schliemann escavou a área. As escavações revelaram várias Cidades construídas em sucessão umas sobre as outras. Uma das cidades (Tróia VII) é frequentemente identificada como a Tróia Homérica.

A Troia Lendária;

De acordo com a Mitologia Grega, os Troianos foram os Antigos Cidadãos de Tróia na Anatólia (actual Turquia). (Embora parte da Ásia, Tróia é apresentada na Lenda como parte da Cultura Grega de Cidades-Estados.) Tróia era conhecida por seus ricos ganhos do comércio portuário com o Leste e o Oeste, roupas pomposas, produção de ferro e massivas muralhas de defesa.
O domínio Troiano na Anatólia foi trocada pela Dinastia Heracleida em Sardes que governou por 505 anos até a época de Candaules. Os JJónicos, Cimérios, Frígios, Milésios de Sinop e Lídios deslocaram-se dentro da Anatólia. Os Persas invadiram-na em 546 a.C..
Alguns Troianos famosos foram: Dardano (Fundador de Tróia), Laomedonte, Ganímedes, Príamo, Páris, Heitor, Enéias, Teucro, Esaco, Enone, Titono, Memnon.
Reza a Lenda que Helena era a mulher mais bela do Mundo,esposa de Menelau, Rei de Esparta, que a conquistara disputando contra vários outros Reis pretendentes com a ajuda de Ulisses (Odisseu) Rei de ítaca e Agamênon Rei supremo de Micenas e de toda a Grécia, tendo todos jurado lealdade ao marido de Helena e sempre protegê-la, qualquer que fosse o vencedor da disputa.
Quando Páris foi a Esparta em missão diplomática, apaixonou-se por Helena e ambos fugiram para Tróia, enfurecendo Menelau. Este foi pedir ajuda a seu irmão que a conselho de Nestor(rRei de Pilos), um de seus conselheiros, apelou aos antigos pretendentes de Helena, lembrando o juramento que haviam feito. Agamênon então assumiu o comando de um exército de mil navios e atravessou o mar Egeu para atacar Tróia sub o auxílio de Ulísses(que fingiu-se de louco para não ir a Guerra sabendo que se partisse passaria 20 anos sem regressar ao seu Reino), levando consigo grandes Guerreiros como Aquiles, Ajax, o pequeno Ajax, Diomedes, Idomeneu entre outros. As naus Gregas desembarcaram na praia próxima a Tróia e iniciaram um cerco que iria durar dez anos e custaria a vida a muitos Heróis de ambos os lados. Dois dos mais notáveis Heróis que  perderem a vida na Guerra de Tróia foram Heitor,irmão mais velho de Páris(que foi morto por Aquiles por vingança por ter este,ter morto o seu amante Pátroclo) e Aquiles.
Mas finalmente, a cidade foi tomada graças ao artifício concebido por Odisseu (Ulisses): fingindo terem desistido da Guerra, os Gregos embarcaram nos seus Navios, deixando na praia um enorme Cavalo de madeira, que os Troianos decidiram levar para o interior da sua Cidade, como símbolo de sua vitória, apesar das advertências de Cassandra. À noite, quando todos dormiam, os Soldados Gregos, que se escondiam dentro da estrutura oca de madeira do Cavalo, saíram e abriram os portões para que todo o Exército (cujos Navios haviam retornado, secretamente, à praia), invadisse a Cidade.
Apanhados de surpresa, os Troianos foram vencidos e a Cidade incendiada. As mulheres (inclusive a Raínha Hécuba, a Princesa Cassandra e Andrômaca, Viúva do Principe Heitor) foram escravizadas. O Rei Príamo e a maioria dos homens foram mortos (um dos poucos sobreviventes foi Enéas, Príncipe de Lirnesso que fugiu de Troia carregado o seu pai Anquises, já idoso, sobre os ombros).
E assim, Menelau recuperou a sua Esposa, Helena (tendo matado Deifobo, com quem ela se casara, após a Morte de Páris), e levou-a de volta a Esparta. Agamênon foi morto por sua Esposa que lhe roubou o Trono e Odisseu como Profetizado,passou com o fim da Guerra(que durou dez anos) mais dez anos vagando pelo mar, até chegar a Ítaca vestido de mendigo para provar a fidelidade de Penélope sua Esposa, que estava cheia de Pretendentes ao casamento e consequentemente ao Trono, porém ela os enganara durante 20 anos até o retorno de seu Marido que ao descobrir tudo o que se passou na sua ausência, matou seu Inimigos com a ajuda do seu Filho.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

O Porsche de James Dean

James Byron Dean sofreu um acidente no seu Porsche 550 quando ía para uma corrida na cidade de Salina. James Dean havia decidido levar o carro sobre uma plataforma até o local da corrida.Mas mudou de ideia,e quis sentir como o carro se comportava na estrada. Seus amigos já o haviam advertido sobre o perigo que iria correr, ao dirigir uma máquina de grande potência. Acompanhado por Wuetherich, depois de uma hora de viagem, Chegaram a um cruzamento, próximo à cidade de Cholame - James avistou outro carro na contra mão.

"Ele tem que parar, ele tem de nos ver",gritou Dean. 

Mas não foi assim. Dean bateu num Ford Custom Tudor modelo 1950 dirigido por Donald Turnupseed, que vinha na direcção oposta e não percebeu a presença do Porsche prateado. O acompanhante de Dean quebrou uma perna e sofreu contusões múltiplas e cortes por todo corpo, mas o astro morreu a caminho do hospital. O motorista do outro carro não se magoou quase nada e declarou que não viu o carro de Dean aproximando-se de frente. Em 30 de Setembro de 1955, o "Golden Boy", como era chamado, morreu aos 24 anos num acidente de trânsito,ao comando do seu Porsche 550, no auge da sua carreira.
Os fãs negaram-se a acreditar no seu desaparecimento e diziam que ainda estava vivo; teria ficado desfigurado depois do acidente.
O que de facto aconteceu depois do acidente foram coisas estranhas com os donos das peças que restaram do carro de Dean;mortes, acidentes e, o mais absurdo de tudo, o Porsche 550, apelidado por Dean de "Little Bastard", em 1960,simplesmente desapareceu. Uma Maldição? Puro Acaso?
A Companhia de Seguros vendeu o que restou do carro de Dean; foi então que começaram as sucessivas tragédias: George Barkuis, o motorista que dirigia o caminhão que foi buscar o carro,morreu quando o Porsche caiu sobre ele no mesmo lugar do acidente.Um especialista em carros para Hollywood chamado George Barris comprou o carro por US$ 2 500. Quando o carro chegou à garagem de Barris, ele deslizou e caiu sobre um dos mecânicos que o descarregavam, quebrando suas pernas. Com muito medo, Barris começou a separar as partes do carro que poderiam ser revendidas, o que não seria difícil. Barris afirmou que nunca teve boas sensações perto do 550, pelo contrário, mas acreditava que eram apenas superstições.Mas suas suspeitas confirmaram-se em Outubro de 1956, quando a pessoa que havia comprado o motor do carro de Dean (Troy Mc Henry, um médico de Beverly Hills) Morreu ao usá-lo pela primeira vez no seu carro. Logo depois, outro de seus clientes - William Eschrid, que comprou o câmbio do veículo - bateu o carro violentamente, mesmo assim sobreviveu e contou que o seu automóvel travou bruscamente sem explicação. As rodas foram vendidas a um jovem que uma semana depois se envolveu num acidente, devido a um defeito nas rodas. Mas a história não terminou neste facto. 
Numa corrida internacional, um menino tentou roubar o volante do Porsche de Barris (que antes forai de Dean) e cortou o braço.Tentando livrar-se da má sorte do carro, Barris emprestou para a polícia da Califórnia o que restava da carroceria do 550, para utilizá-la como exemplo da imprudência no trânsito. Antes que as autoridades o levassem, a garagem onde estava guardado, pegou fogo e misteriosamente o Porsche de Dean salvou-se, ao contrário do resto dos carros estacionados no local que ficaram completamente destruídos com as chamas. No dia em que o carro foi colocado numa exposição em Sacramento, caiu da estante e machucou um adolescente.Quando o carro foi transportado para uma exposição próximo da cidade de Salinas, o caminhão patinou na pista e bateu. O motorista morreu.Em 1958, Barris emprestou a carroceria do Porsche 550 para ser exposta numa amostra sobre segurança veicular em Miami, Flórida.
Quando o carro foi colocado em cima do caminhão para ser levado a Los Angeles desapareceu misteriosamente. Nunca chegou ao seu destino. 
Até hoje, o paradeiro do "Little Bastard" é desconhecido por completo. 
Maldição ou Coincidência?

domingo, 6 de janeiro de 2019

A Tragédia do Titanic

O navio transatlântico Titanic,da "British White Star Line",foi o maior construído pelo homem,até então.Media 269 metros,tinha 30 metros de largura e a sua altura era de um prédio de 15 andares.Possuia quatro chaminés de 19,81 metros de altura por 7,71 de diâmetro;29 caldeiras para produzir vapor;uma turbina de vapor de baixa pressão;dois motores a vapor com inversão de giro;vinte botes salva-vidas;três hélices(uma central no meio do leme e as outras em cada lado do casco);3560 coletes salva-vidas;nove conveses;uma piscina;biblioteca para a primeira e segunda classe;e dezasseis compartimentos estanques.Estes compartimentos eram divididos por anteparas herméticamente fechadas,por portas á prova de água,que eram fechadas por um botão,na cabine de comando do navio.Tudo isto deu o nome ao navio de "Insubmergível".Era tanta a autoconfiança no engenho humano,que os jornais da época escreveram"Nem Deus poderia afundar esse navio..."Depois de ter sido lançado ao mar e baptizado numa enorme cerimônia,passou mais de um ano a ser equipado com o que havia de mais moderno e luxuoso nessa época.Os 735 passageiros da primeira classe,poderiam ser instalados em suites de luxo,com mobiliário de requinte,como nunca se vira,até então.Aos 674 da segunda classe,não lhes faltava comodidade e conforto e até mesmo os 1.024 da terceira classe estavam bem instalados.Estas cabines de terceira classe,eram equipadas com beliches e lavatórios,inédito para os navios da época.Partiu do porto inglês de Southampton,a 10 de Abril de Abril de 1912,com destino a Nova Iorque,transportando 2.223 pessoas a bordo,contando com passageiros e tripulantes.
A viagem foi calma,mas no dia 14,as temperaturas baixaram muito e o Titanic recebeu sete avisos de icebergs na sua rota.Os avisos foram transmitidos ao capitão Smith,que desviou a rota do navio 15km,para sul,mas continuou na velocidade máxima,22 nós(cerca de 41km/hora).Ao anoitecer do dia 14,o capitão mandou reforçar a vigia do navio e fornecer binóculos.Estes equipamentos não foram encontrados,por isso os vigias apenas contaram com os seus olhos.O capitão retira-se para os seus aposentos,deixando ao seu imediato,William Murdoch,o comando da cabine.
A noite estava calma e fria sem ondulação de vento,sómente a luz das estrelas iluminava a escuridão.Às 22h30 a água do mar estava gélida,cerca de 0,5º abaixo de zero,o suficiente para matar uma pessoa de hipotermia em apenas vinte minutos.Ás 23h40,um dos vigias avisa uma sombra mais escura que o mar,á frente.A imensa sombra revela ser um iceberg,imediatamente ele toca o sino de alerta,e ergue o comunicador,para falar com a cabine de comando.Preciosos momentos são desperdiçados até ele ser atendido.Quando a cabine é avisada,o primeiro oficial dá ordem de "toda velocidade para tràs",na casa das máquinas há uma enorme correria.O vapor qe estava a ser utilizado teve de ser desligado,a fim de parar os enormes pistões.Na sala das caldeiras,tiveram que parar de alimentar as fornalhas e abrir os abafadores das caldeiras.Quando os pistões estavam quase parados,tiveram que reverter os giros da hélices centrais,para poderem retroceder...Mas era demasiado tarde, e o navio fricciona o casco no iceberg,sendo afectados 90 metros e deixando cinco compartimentos estanques abertos.Apenas 20 minutos depois e o navio já tinha começado a inclinar-se.Tinham duas horas para evacuar o navio,para pasmo das pessoas,que acreditavam na segurança do navio.
Há 00h00,o capitão solicita ajuda SOS("Save Our Souls"),na cabine de telégrafos.O navio de passageiros Carpathia,que estava a quatro horas de distância,foi o primeiro a responder.Próximo ao Titanic estava um próximo,o Californian,mas o telegrafista não recebeu o SOS,porque estaria a dormir.A evacuação era feita conforme as classes sociais,os da terceira classe estavam que estavam reunidos e fechados,acabaram por conseguir sair,mas muitos ficaram presos.Foram entregues coletes salva-vidas,que não chegavam para todos,os primeiros botes começaram a ser lançados á água,com mulheres e crianças primeiro,mas sem terem a lotação máxima permitida.
Entretanto,eram lançados foguetes ao ar,mas mesmo assim, o Californian nada via.Muitas pessoas atiravam-se á água e outras caíam,conforme o navio se ía afundando.As duas dezenas de botes estavam afastados esperando o afundar do colosso,após isso um dos botes transferiu seus passageiros para outros e aproximou-se dos corpos,na água,apenas resgatou 6 pessoas,o resto tinha morrido de hipotermia.Ás 4h10 do dia 15,chegou ,finalmente,o Carpathia e depois outros vieram ajudar entre eles o Californian,mas mais nada havia a fazer,a não ser cuidar dos sobreviventes.
Foi o desastre maritímo mais famoso do século XX.Pertencia á mesma classe dos navios do RMS Olympic de HMHS Britannic.No ínicio de 1900 duas grandes companhias inglesas(Cunard Line e a White Star Line),disputavam a supremacia no Atlântico Norte,no transporte de passageiros e quem realizava a travessia mais rápida.A White Star Line viu a sua rival a ter mais sucesso até 1909.Em Belfast no estaleiro de Harland & Wolff,construiu-se um trio de navios gigantes:o Olympic(1911),o Titanic(1912) e o Britannic(1915).
O Titanic foi acordado de seu sono,ao ser descoerto em 1985 pelo Dr.Robert Ballard e a sua equipe,a 3.800(12.600 pés) de profundidade.