segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

A Colónia Perdida de Roanoke

Roanoke

Uma colónia inglesa de mais 100 homens, mulheres e crianças, fundada por Sir Walter Raleigh em 1587 numa ilha à entrada do Estreito de Albemarle, na Carolina do Norte, desapareceu no espaço de três anos – deixando apenas um indício misterioso
quanto ao seu destino.
O navio-corsário inglês Hopewell aproximou-se da Ilha de Roanoke em 17 de Agosto de 1590, e o capitão Albraham Coke mandou disparar um tiro de canhão para anunciar a sua chegada, bem como a do Governador John White.

Sir Walter Raleigh

Três anos antes, em nome de Sir Walter Raleigh, portador de autorização da Rainha Elizabeth I, White fundara a primeira colónia inglesa permanente na costa Leste da América do Norte. Deixando os seus colonos em Roanoke, o Governador partira para Inglaterra,para trazer o reabastecimento de que tanto precisavam,em 28 de Agosto de 1587.Ao regressar três anos depois, White deve ter pensado que a sua chegada seria vista pelos colonos. Ao verem o fumo que se elevava da ilha, os passageiros do Hopewell concluíram que se tratava de uma fogueira dos colonos de Roanoke.Enquanto levavam White para a ilha no bote salva-vidas, os marinheiros gritavam e tocavam trombetas para chamar a atenção.Mas ao desembarcarem na ponta Norte da ilha, encontraram a colónia deserta.O fumo vinha de um fogo esquecido no mato.O que teria acontecido?
A busca continuou, e John White percebeu, no interior das poucas casas que permaneceram erguidas, que os objectos encontravam-se cobertos por lodo e erva, tornando evidente que vila estava abandonada há muito. Ainda, no local onde os botes costumavam ser ancorados, não havia qualquer sinal dos mesmos, ou de quaisquer outros equipamentos.O comandante White, na sua primeira estadia na ilha, deixara enterrados mapas, ilustrações e livros num lugar secreto, de forma que pudesse encontrá-los posteriormente. Seus pertences foram misteriosamente encontrados e destruídos.Para onde teriam ido os colonos?

Croatoan

Havia um indício: numa árvore à entrada da paliçada construída em redor da colónia, fora gravada a palavra’CROATOAN’; numa outra árvore no caminho que levava ao ancoradouro, estavam gravadas as letras’ CRO’ – muito provavelmente, uma abreviatura da primeira palavra.Os colonos tinham combinado deixar um sinal num lugar visível indicando o seu destino, se abandonassem a ilha. Caso se encontrassem em perigo, acrescentariam uma cruz a esse sinal. Uma vez que em nenhum dos sinais havia a cruz, tudo indicava que o grupo se teria deslocado para Croatoan, ilha a 80 km ao sul que se sabia ser habitada por indios amigos. White quis dirigir-se imediatamente para lá. Mas o tempo piorou e o Hopewell soltou-se da âncora e ficou à deriva, em direcção ao mar. Por isso, a curta viagem até Croatoan não chegou a realizar-se e os dois navios rumaram para a Inglaterra.
Em 24 de Outubro, White estava de regresso a Plymouth.Nenhum dos 117 Homens, Mulheres e Crianças deixados na Ilha de Roanoke em 1587 voltou a ser visto. Nos livros de história, o grupo é designado pela “Colónia Perdida”. Que lhes terá acontecido ?

Roanoke

Tem-se a certeza que não foram mortos pelos espanhóis da Flórida,porque, estes,eram atormentados pelos piratas ingleses,de tal maneira,que pensaram em ceder a Colónia da Florida.Os seus navios eram utilizados para escoltar as esquadras dos tesouros, que transportavam o ouro e a prata das Américas para a Espanha. Teriam sido mortos pelos índios?
Bem,sem o auxílio precioso dos índios,eles não teriam sobrevivido ao primeiro Inverno.Eles tinham-lhes dado sementes, ensinado a plantar milho e ajudado a construir caniçadas para apanhar peixe.É possível que tenham ído para Croatan e se tenham misturado com os índios.O desaparecimento da colónia está coberta por um denso véu de dúvidas e contradições!A certeza do sucedido,talvez nunca se descubra…

Sem comentários:

Enviar um comentário