segunda-feira, 5 de julho de 2010

Chaco Canyon,as Comunidades dos Pueblos

Enigmas

Um Canyon do Novo México foi cenário de uma das mais primitivas civilizações da América do Norte.Quem viveu aí?Qual seria a função da enorme “Kiva” circular?O que era o Pueblo Bonito?Porque terão os habitantes da região desaparecido tão repentinamente?
Chaço Canyon estende-se por uma região árida,Four Corners,onde ventos fortes provocam súbitas e desastrosas tempestades de areia.Há mais de 1000 anos ainda a população fazia cestos de vime de tal maneira perfeitos que ainda hoje, podemos guardar água neles.Os fantásticos desenhos geométricos que utilizavam na cerâmica ilustram o seu sentido artístico.Estes povos são actualmente conhecidos por Anasazi,o último nome que os Navajos lhes deram.

Photobucket

As primeiras habitações do Canyon eram escavadas no chão.Mas em 750 d.C.foram construídas habitações de ferro e de pedra,por vezes com uma dúzia ou mais de divisões.Os turistas apreciam mais as chamadas “Casas Grandes”,que se localizam na parte norte.A mais imponente das 19 “Casas Grandes” é sem dúvida “Pueblo Bonito”.Terá nascido no ano 1000 d.C ,como um aglomerado de 20 divisões,mas em cerca de 1150 cresceu tanto que formava já um complexo de 800 divisões contíguas distribuídas por 4 andares.As divisões eram todas do mesmo tamanho,apontando não haver uma hierarquia social.A ausência de mobiliário mostra que tudo,desde os trabalhos artísticos aos cozinhados eram feitos no chão.Na alimentação os cereais constituíam a base,por serem fáceis de armazenar e de moer.Em 1000 d.C os Anasazi produziam 8 variedades de cereais,além de ervilhas e abóboras.Para além disto,apanhavam frutos silvestres,caçavam veado,cabritos,pássaros e outros animais.

Enigmas

Cada uma das comunidades de Chaço tinha uma “Kiva”,mas “Pueblo Bonito”tinha 37.Tratava-se de uma divisão subterrânea com uma lareira central e uma cobertura feita de cepos de madeira.Um orifício aberto no meio da cobertura cumpria 2 funções;entrada para o aposento e saída do fumo.Restos de ferramentas de oleiros e de teares testemunham que esses objectos eram utilizados nas”Kivas” e que também serviriam como uma espécie de clube para homens.Era aqui que a vida espiritual da comunidade se processava,embora o tipo de rituais que nela se fazia,permaneça desconhecido.A maior parte das”Kivas”,possuía um “Sipapu”, um pequeno buraco no chão,atrás da lareira,destinado a que os espíritos dos antepassados tribais emergissem do buraco,representativo do ponto de comunicação com o Mundo dos espíritos.Do lado oposto ao “Sipapu”,localizava-se uma coluna de ventilação que dava para o exterior e que se tornava necessária ao normal prosseguimento dos trabalhos dentro da “Kiva”.Mas a sua designação índia,que traduzida,é;”Túnel dos Espíritos”,indica que existia um propósito para além de manter o fogo aceso e de providenciar a entrada do ar puro.A natureza subterrânea do”Kiva”,leva-nos a supor que a religião dos Anasazi,pressupunha o controle da energia libertada da Terra.
Conseguir aplacar os espíritos da Natureza deve ter sido uma tarefa bem necessária no território de Four Corners.De uma ano para o outro o clima modificava-se imensamente-o único facto constante era a ausência quase total de chuva.Um Inverno frio e seco deve ter tido efeitos devastadores na população,como parecem demonstra as escavações feitas nos túmulos e que mostram ter havido muitas vítimas de inanição e de doenças relacionadas com a má nutrição.Mas a chave do maior enigma dos Anasazis-o seu rápido desaparecimento-parece residir nas variações climáticas.

Photobucket

Nos primeiros anos do séc.XII,a população de Chaço Canyon estava no auge do progresso cultural dos Anasazis,mas em 1150,quase tinham desaparecido completamente.Confrontados com uma seca crescente e com a erosão dos campos de cultura,os habitantes de Chaço parecem ter-se decidido a abandonar o Canyon.Migraram para Sudeste,para o Rio Grande,onde se fundiram com os antepassados das tribos Hopi e Zuni.

Sem comentários:

Enviar um comentário