sexta-feira, 24 de setembro de 2010

O Mistério de Agatha Christie

Image and video hosting by TinyPic

Os meus leitores devem estar um pouco admirados com esta biografia,pois apesar de ser famosa,Agatha não era um personagem importante da História Universal como Napoleão,Cleopatra,Boudicca e muitos outros...Mas decidi colocá-la aqui,pois a sua morte tem algumas"coisinhas"curiosas...Mas vejamos a sua história,desde o ínicio e já lá chegaremos...!!!

Agatha May Clarissa Mallowan(Torquay,15 de Setembro de 1890 — Wallingford,12 de Janeiro de 1976),mundialmente conhecida como Agatha Christie,foi uma romancista policial britânica e autora de mais de oitenta livros,da qual eu sou fã...Seus livros são dos mais traduzidos de todo o planeta,superados apenas pela Bíblia e pelas obras de Shakespeare.É conhecida como Duquesa da Morte,Rainha do Crime,dentre outros títulos.
Quem não conhece os famosos personagens Hercule Poirot, Miss Marple, Tommy e Tuppence Beresford e Parker Pyne???

Biografia;

Agatha foi pioneira ao fazer com que os desfechos de seus livros fossem extremamente impressionantes e inesperados, sendo praticamente impossível ao leitor descobrir quem é o assassino.

Image and video hosting by TinyPic

Casou-se pela primeira vez em 1914,com o Coronel Archibald Christie,piloto do Corpo Real de Aviadores.O casal teve uma filha,Rosalind, e divorciou-se em 1928.
Durante a Primeira Guerra Mundial,Agatha trabalhou num hospital e numa farmácia,funções que influenciaram seu trabalho:muitos dos assassinatos nos seus livros foram cometidos com o uso de veneno.

Image and video hosting by TinyPic

Em 1930,casou-se com o arqueólogo Sir Max Mallowan.Mallowan era 14 anos mais jovem que a escritora e as suas viagens juntos contribuíram com muito material para vários dos seus romances situados no Oriente Médio.O casamento duraria até a morte da escritora.
Em 1971 ela recebeu o título de Dama da Ordem do Império Britânico.
Agatha Christie morreu em 12 de Janeiro de 1976,aos 85 anos de idade,de causas naturais,na sua residência-Winterbrook,em Wallingford,Oxfordshire.Ela está enterrada no Cemitério da Paróquia de St. Mary, em Cholsey,Oxon.

Image and video hosting by TinyPic

A única filha da autora,Rosalind Hicks,morreu em 28 de Outubro de 2004,também com 85 anos,de causas naturais.Os direitos sobre a sua obra pertencem agora ao seu neto, Mathew Prichard.

A autora e sua obra;

Agatha Christie passou a infância e a adolescência num ambiente quase recluso, pois sua mãe se encarregou de dar-lhe formação cultural, proibindo-a de frequentar escolas públicas. Tinha trinta anos quando conseguiu publicar seu livro de estréia, "O misterioso caso de Styles"(1921).
Agatha Christie criou dois tipos inesquecíveis:o detective belga Hercule Poirot,com suas prodigiosas celulazinhas cinzentas no cérebro e Miss Marple,uma solteirona simpática,observadora sagaz e tão cerebral quanto o detective belga.Antes de morrer, em 12 de Janeiro de 1976,cuidou também de preparar a despedida de Miss Marple; e voltou á mansão Styles,cenário do seu primeiro livro,para encerrar a carreira de Poirot em "Cai o pano".

Influência da mãe;

Agatha começou a escrever sob influência da sua mãe,que a incentivou a criar um conto,para passar o tempo,enquanto Agatha,entediada,recuperava-se de uma forte constipação que a deixara de cama.Ela chegou a duvidar da sua capacidade,mas conseguiu.Continuou a escrever,encorajada por Eden Phillpotts,um teatrólogo amigo da família.Quando já era famosa,disse que,durante muitos anos,se divertiu escrevendo histórias melancólicas,em que a maioria dos personagens morria.
O primeiro romance de Agatha Christie,"O Misterioso Caso de Styles",foi escrito no final da Primeira Guerra Mundial,durante a qual ela trabalhou como enfermeira.Nele criou Hercule Poirot,o pequeno detective belga que mais tarde se tornaria o personagem de crimes de ficção mais popular depois de Sherlock Holmes.Foi publicado em 1920,desde aí foi um continuar de livros,que se tornaram famosos,para leitores ávidos desta leitura.

Image and video hosting by TinyPic

O Famoso Desaparecimento de Agatha;

Na sua autobiografia,Agatha descreve o crescente distanciamento entre ela e o marido após a compra de uma casa no campo,quando ele se tornou afeito ao golfe,dedicando a maior parte dos seus fins-de-semana ao desporto.Mas a crise sobreveio quando,após a morte da sua mãe,Agatha precisou assumir a organização da propriedade da família, Ashfield,em Torquay.Ela e o marido combinaram que iriam fechar a sua casa e ela passaria o Verão em Ashfield com a filha Rosalind,enquanto Archibald Christie,que trabalhava em Londres,passaria a pernoitar no seu Clube, na cidade. Com a missão concluída,a família reencontrar-se-ia para uma viagem à Itália.
Agatha passou cerca de três meses separando, sozinha, os documentos e objectos antigos da família,decidindo o que seria doado,jogado fora,distribuído entre os parentes–tarefa que,combinada com o seu sofrimento pela morte da mãe,a mergulhou numa profunda depressão.Na data combinada,Archibald Christie chegou e disse que não desejava mais viajar;por fim,acabou por confessar que, durante a sua temporada sozinho em Londres,envolvera-se com outra mulher(Nancy Neele)e queria o divórcio para se poderem casar.
Esses eventos culminou com o famoso desaparecimento da escritora.
Em Dezembro de 1926,o carro de Agatha foi encontrado abandonado,com as portas abertas,à beira de um lago,sem nenhum bilhete ou indício de seu paradeiro.Foram feitas buscas intensas,sem sucesso;falou-se de rapto,suicídio e assassinato;o marido infiel virou suspeito.No entanto,depois de 12 dias,o empregado de um hotel na cidade de Harrogate contactou a polícia,informando que uma hóspede do hotel parecia-se muito com as fotos divulgadas da escritora desaparecida.Chegando ao local,os investigadores e o marido constactaram que tratava-se de facto de Agatha Christie,que se havia registado no hotel sob o nome de Theresa Neele(o mesmo apelido da amante do seu marido).
A despeito das diversas teorias aventadas sobre o episódio–inclusive a acusação de que se tratara de um golpe publicitário–a autora jamais entrou em detalhes sobre o acontecido;a declaração oficial foi de que ela tinha sofrido um colapso nervoso,que provocara uma crise de amnésia temporária.
Embora nos seus livros autobiográficos não haja quase nenhuma informação sobre o epísódio do seu desaparecimento,acredita-se que,no "O Retrato",publicado sob o nome de Mary Westmacott,Agatha conte muito da sua história através da personagem Celia, que pensa em suicídio após ser abandonada pelo marido.
Agatha Christie morreu de causas naturais em 12 de Janeiro de 1976, deixando inconsoláveis milhões de leitores fiéis, e uma fortuna calculada em 20 milhões de dólares.

Sobre o estranho caso de Agatha;

No ano passado,o médico Inglês Andrew Norman publicou a biografia "The Finished Portrait"(“Retrato acabado”,inédito em português)em que defende que a escritora sofreu um tipo de amnésia conhecido como “estado de fuga”ou,em termos técnicos,um transe psicogénico. Como não se lembram de muitas coisas,as pessoas nesse estado inventam histórias e criam um novo personagem.Segundo ele,com a depressão após a morte da mãe e o desespero decorrente da crise no casamento,estava criado um quadro propício para o desenvolvimento desse transe.Assim, Agatha teria saído de casa na noite de 3 de Dezembro de 1926 para cometer o suicídio.Beijou a filha e minutos depois atirou o carro contra uma árvore.No choque,teria sofrido uma amnésia.Para corroborar sua tese,Norman diz que a escritora,ao ser encontrada,apresentava sintomas típicos do tal transe,sem noção do que estava acontecendo e se comportando com naturalidade.Para o médico inglês,os psiquiatras da época ainda não tinham os conhecimentos necessários para estabelecer o diagnóstico.
Mas a nova luz jogada por Andrew Norman não parece suficiente para encerrar o mistério.Pelos menos para os mais fanáticos pela vida e obra da escritora.Embora calcado nas informações da época,na obra escrita por ela sob pseudónimo e nos estudos científicos mais recentes,para muitos fãs e pesquisadores o médico não tem como afirmar se Agatha Christie realmente sofreu um quadro de amnésia ou se estava consciente o tempo todo.Afinal,para eles,soa improvável que uma pessoa que quer se matar(e que,afinal de contas,sabia muito bem como ser eficiente nisso)acabe se hospedando num hotel de luxo com o mesmo sobrenome da amante do marido.

Senão vejamos...;

Após pedir o divórcio,Archie parte para Londres,para se encontrar com a amante.
Na 6ª feira,3 de Dezembro,cerca das 9:45 PM Agatha anuncia que vai sair de carro.
Na manhã seguinte o carro foi encontrado abandonado a algumas milhas(outras versões,tal como Norman,afirmam que ela tinha batido com o carro numa árvore e ainda outras,que o tentara afundar no lago...) ,com algumas roupas e identificação dentro.Rápidamente nasceram boatos que se tinha suícidado,que fora morta(talvez pelo marido...),que tinha sido raptada ou apenas por publicidade.
O estranho,é que Agatha tinha escrito algumas cartas para o marido e para outros antes de ter desaparecido.Na carta para o irmão dizia-lhe que ía de férias para Yorshire,outra para um chefe local dizia que temia pela sua vida.Porquê????Para despistar o que iria fazer ou para inculpar alguém???
A meia milha,donde ela deixou o carro,havia um lago chamado "Silent Pool",que usou num dos seus livros;um dos seus personagens afogou-se nesse lago.A Policia procurou-a nesse lago,sem resultado.Devido á infelidade do marido a policia escutou as chamadas telefónicas e seguiu-o para todo o lado.15,000 Voluntários procuraram-na pelos arredores...após alguns dias,encontraram-na num centro de saúde de luxo, em Harrogate,onde assinara na manhã de Sábado,4 de Dezembro,sobre o nome de Teresa Neele.Curioso,não???Porquê usou este nome precisamente e não usou outro???
Alguns dos hóspedes tinham-na reconhecido através das fotos das notícias dos jornais,mas ela riu-se perante as sugestões de ela ser a desaparecida.Mas finalmente alguém notificou a policia que junto com o marido foram-na identificar,a 14 de Dezembro.O comentário de Agatha foi;"Fancy, my brother has just arrived."(Fancy,o meu irmão acabou de chegar.)
Após esta exclamação,rápidamente pensaram que ela teria tido amnésia devido ao choque da morte da mãe e da infedelidade do marido.Mas muitos não acreditaram nisso,por ser tão obvio e Agatha recusou-se a comentar o assunto e nem mesmo o mencionou na sua autobiografia e assim o mistério chega até aos nossos dias...mas o mais plausível foi;que quiz fugir ,por alguns dias,dos seus problemas e que deu aquele nome,para não ser encontrada...Afinal ela era uma perita em dar pistas falsas...!!!!
De qualquer modo,seguiu em frente com a sua vida,após o divórcio e casou-se de novo com o arqueologista Max Mallowan(continuou com o nome de Christie,por ser já muito famosa no Mundo da Literatura...),em 1928,tendo finalmente a felicidade que merecia...

Sem comentários:

Enviar um comentário