terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

A Escritura Glozeliana

Europa

Na manhã de 1 de Março de 1924,Emile Fradin,que na época tinha 17 anos,estava com a sua família,trabalhando a terra.A certa altura um dos animais que usaram para arar a terra,afundou uma das suas patas no chão,fazendo um buraco.
No exacto momento em que tentam libertar o animal,a família Fradin descobriu uma vala comum com restos de cerâmica,ossos e figuras.Entusiasmados,pegaram nas picaretas e pás para escavar a área.Eles descobriram um túmulo com dois potes.Pensando ser algo valioso,partiram os vasos...mas por dentro,só havia terra.Também encontraram gravações em pedras e tábuas de barro com estranhas inscrições e pedaços de ossos.
Desde então,Emile começou a colectar e catalogar as peças encontradas.Além disso,seu avô deu a conhecer os resultados,instando pessoas a fazer as suas próprias escavações na área que ficou conhecida como"O campo dos mortos."
Um ano mais tarde,um médico na área ,Antonin Morlet,um amador de arqueologia e paleontologia,visitou a área e ficou tão surpreso com a descoberta,que decidiu arrendar a terra á família por alguns anos,Fradin acordou que se ele encontrasse algum coisa,pertenceria á sua família,no entanto,o médico teria o direito de publicar e reproduzir as peças.
A idade das peças encontradas é incerta.Por exemplo,uma análise com termolumínico e Carbono-14 feita na Nova Zelândia e França em 1991,deu uma idade de entre 17.000 e 2.000 anos.No entanto,outro tipo de análise assegurou que a idade estaria entre 2.600 anos e os 60 anos.
Alguns defensores de Glozel explicam que os métodos permitem datar a idade aproximada do material,mas não das suas gravações.Isto significa que os objectos serão registrados no pós-data resultante ds análises.
Outro método de datação,o radiotermo luminescência,também foi empregado com esses objectos,indicando que sua idade poderia estar entre 2.700 e 1.650 anos.
Uma das peças mais curiosas e irritante para a arqueologia é um desenho de uma rena,tal como tinha desaparecido da área e de toda a França á 10 mil anos atrás.

Europa

Mas sem dúvida o mais fantástico é a escrita encontrada em alguns objectos,agora conhecida como a escrita glozeliana.
Esta escrita mostra muitas semelhanças com muitas outras escritas antigas.Para alguns estudiosos,isso só confirma que a escrita glozeliana era a raiz de outras,como o sumério,o fenício,o etrusco ou ibérico.

Sem comentários:

Enviar um comentário