terça-feira, 28 de junho de 2011

Anne Bonny,Uma das Mulheres Pirata

Piratas

Todos nós conhecemos os grandes nomes de piratas da História,mas o que muitas pessoas não sabem...é que existiram várias mulheres piratas famosas,tão destemidas como os homens!!!Hoje irei falar de Anne Bonny,talvez a mais conhecida...mas em breve falarei de muitas outras.Por isso,não deixem de visitar-me ou seguir-me para ficarem a conhecer um pouco mais de Personagens da Historia tão fascinantes!!!!

As origens da Anne Bonny;

De seu nome Anne Cormac nasceu em County Cork,Irlanda,em 1698, como a filha bastarda de um advogado irlandês, William Cormac e da empregada da família, Mary Brennan. Depois do escândalo, os pais dela foram para Charleston,América,onde seu pai exerceu a advocacia e se tornou um rico comerciante.
Anne foi uma menina que andava a cavalo e usava armas melhor do que a maioria dos meninos da sua idade.Mas o temperamento de Anne era bem conhecido e que,quando adolescente esfaqueou um agente Inglês de uma da plantação, com uma faca de açougueiro.
Entediada com a vida pacata na plantação do seu pai, procurou novas aventuras e Anne apaixonou-se por um velho pirata chamado James Bonny.Casou-se com ele e adoptou o nome,ficando Anne Bonny. Aparentemente, James tinha planejado roubar a plantação de William Cormac através do casamento com a filha, mas o pai de Anne descobriu e deserdou-a. Diz a lenda que em vingança, Anne queimou o plantio do seu pai, apesar de que não aparece em nenhum documento contemporâneo.


Piratas

Uma nova vida como um pirata;

James Bonny levou Anne para as Bahamas, New Providence (agora Nassau), onde o governador Woodes Rogers,com a permissão do rei,oferece o perdão aos piratas que sejam informantes.James tornou-se um informante do governador Woodes Rogers. Anne repugna-se com a covardia do marido e depressa se envolveu com Jack Morim Rackham, um pirata de algum renome,conhecido por "Calico Jack". À época, o governador Rogers havia oferecido amnistia a todos os piratas. A admiração entre a Anne e Morim era mútua. Morim era um homem bonito, que gostava de gastar bem o espólio de guerra. Anne era uma moça bem dotada, com um espírito aventureiro e temperamento que se parecia com o de qualquer homem, isto de acordo com as convenções da época.
Jack Morim ofereceu um valor para comprar Anne ao seu marido James Bonny, mas Bonny levou o assunto ao Governador Rogers, que determinou que Anne seria açoitada e teria que voltar ao marido. Assim, uma noite, Jack Morim e Anne passaram despercebidos no porto, roubaram uma embarcação e começaram uma vida de pirataria juntos.
Quando Anne ficou grávida, Calico Jack levou-a para Cuba,onde a deixou na companhia de alguns amigos para nascer o seu filho. Anne ansiava ter uma menina, mas a bebé nasce dois meses antes do previsto e morre após uma hora de nascimento. Anne ficou devastada pela perda da filha e Jack leva-a para New Providence para se recuperar.


Piratas

O encontro com Mary Read;

Anne estava vestida de homem,como o normal da sua nova vida,era uma especialista no manuseio de armas e facões e era considerada tão perigosa quanto qualquer pirata masculino.Num dos muito assaltos a barcos,de Calico e Anne,aprisionam a tripulação...Anne repara num jovem marinheiro do navio atacado e gostou do jovem. Mais tarde esse jovem, que era Mary(em breve irei falar um puco mais desta pirata...) confessou a Anne que também era uma mulher e decide tornar-se num deles.
Em Outubro de 1720,através do seu informante,o governador da Jamaica, ouve falar da presença de Jack Morim e envia uma embarcação armada para intervir e capturá-lo. O navio "Revange" do capitão Calico Jack, foi capturado de surpresa e para o desânimo de Anne, os piratas lutaram como covardes e perderam a batalha facilmente.
Só Anne e Mary lutaram no convés enquanto a tripulação embebeda-se nos seus camarotes.


Piratas


Salvas pela sua gravidez;

Anne e Mary Read também foram capturadas, mas confessaram ser mulheres no tribunal e pediram para ser julgadas separadamente dos homens. Tanto Anne e Mary conheciam a lei Inglesa que proibia enforcar uma mulher grávida e por isso chamaram um médico que confirmou que ambas eram mulheres e que estavam grávidas de cerca de seis meses. O tribunal ordenou então serem julgadas em separado.
Mary Read escapou do cadafalso,mas morreu de febre enquanto estava na prisão,devido ás duras condições da cela . Anne, no entanto, recebeu vários adiamentos da sua execução até que desapareceu misteriosamente dos arquivos oficiais. Existem diferentes teorias sobre o seu curso final. Acredita-se que o seu pai, que tinha contatos na ilha, perdoou a sua filha e a resgatou para trazê-la de volta á América onde ela muda de nome e tem uma nova vida aos 20 anos.Outras teorias é que regressou ao marido, ou que se tinha tornado freira.

Sem comentários:

Enviar um comentário