quinta-feira, 7 de julho de 2011

A Pirata Mary Read

Piratas
Pois bem,meus amigos,como prometido,aqui vai mais histórias de mulheres piratas...
Esta é uma continuação da história anterior,com mais pormenores desta amiga de Anne Bonny!!!

Esta pirata inglesa (1690 em Londres- 18 de Dezembro de 1720) descobriu que era mais fácil viver vestida com trajes de homens. Combateu nos exércitos e na marinha inglesa - disfarçada de homem - e quando os piratas de Rackman "Calico Jack",capturaram o seu navio de alto mar, ela juntou-se-lhes. A sua valentia envergonhava os companheiros piratas. Durante um combate todos, à excepção de um único, embriagados esconderam-se, enquanto ela e Anne Bonny lutavam sozinhas. Quando alguns dos seus companheiros não lutavam "como homens" ela disparava sobre os covardes.

Vida de Mary Read;

Mary Read nasceu na Inglaterra e era a filha ilegítima de viúva e de um Capitão do Mar. A mãe de Read começou a disfarçar Mary de garoto após a morte do irmão mais velho e legítimo. Isto foi feito para que ela continuasse a ganhar o suporte financeiro da sua sogra. Aos 13 anos foi empregada como pajem de uma rica senhora francesa, mas rapidamente fugiu e embarcou num navio de guerra, e mais tarde combateu na Flandres na infantaria, mostrando grande valentia.
Depois alistou-se na cavalaria onde se apaixonou por um soldado. Quando ela confessou-lhe que era uma mulher, eles casaram-se e compraram uma taverna, chamada de "The Three Horseshoes" (As Três Ferraduras), local próximo a castelo Breda, na Holanda.
O marido dela morreu precomente, e mais uma vez Mary vestiu-se como um homem. Entrou para o exército, mas como não correu bem, embarcou para as Índias Ocidentais.
Enquanto navegava, o seu navio foi atacado pelo capitão "Calico Jack", John Rackham. Como já foi referido anteriormente, na tripulação desse navio existia outra mulher, Anne Bonny. Anne viu um jovem marinheiro entre a tripulação do navio atacado e gostou do jovem. Mais tarde esse jovem, que era Mary confessou a Anne que também era uma mulher. Mary decidiu entrar para essa tripulação pirata e tornar-se num deles. Como "Calico Jack"era um pirata com sucesso razoável e dirigiu a sua tripulação na captura de vários navios.
Mary apaixonou-se por um marinheiro Bartholomew Roberts que havia recentemente assinado o código de conduta do navio. Eles casaram-se, mas pouco tempo depois a tripulação foi feita prisioneira e condenada à forca em St. Jago de la Veja,na Jamaica, a 18 de Novembro de 1720. Mary não sofreu com o carrasco pois morrera algumas semanas antes de febre por causa das duras condições das celas em que a tripulação fora jogada.

2 comentários:

  1. Olá,
    eu adoro histórias sobre piratas e até fiz um trabalho detória de conclusão de curso sobre o tema. Curti a boa vontade de colocar este tipo de documento.

    ResponderEliminar
  2. Olá,Boa Tarde!!!
    Obrigada Pela Participação e Comentário!!!
    Não Sei se Reparou,Mas Existem Muitas Mais Histórias de Piratas Por Aqui...Por Enquanto Apenas de Mulheres,Como Tinha Prometido,Visto Ser Um Pouco Desconhecido a Existência de Mulheres Pirata...!!!!Mas num Futuro Breve,Irei Postar Mais Histórias e Biografias dos Mais Célebres Piratas de Todos os Tempos...!!!Assim,Não Deixe de Visitar-me Pois Terá Essas e Muitas Outras Histórias Para Ler!!!
    Um Resto de Bom Dia e Tudo de Bom Para Si!!!!

    ResponderEliminar