terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Ovnis em Portugal

Edmund Halley

Na história da Astronomia e noutras Ciências,encontramos inúmeros relatos de avistamentos de Ovnis,mais conhecidos por UFOs... Desde Edmund Halley, descobridor do Cometa Halley em 1682, até aos nossos dias..
O caso do Astrónomo Edmund Halley, é muito curioso, porque ele fala de 2 encontros envolvendo aparelhos não identificados.
A sua primeira experiência, foi em Março de 1676, quando ele viu o que ele descreve como;

"Vasto corpo aparentemente maior que a lua." Ele estimou o dito corpo a 60 mil metros acima dele. Ele também afirmou que aquilo fazia um ruido, descrevendo; "como o chocalhar de uma grande carroça sobre pedras." Depois de estimar a distância que aquilo percorreu durante uns minutos, ele chegou á conclusão que se movia a uma velocidade superior a 9,600 m.p.h., aproximadamente 15 mil kms por hora.

Aqui em Portugal,desde sempre se tem visto estranhas luzes e objectos,como na maior parte dos Países...na maioria das vezes por pessoas comuns,mas também por Astrónomos amadores Portugueses que fazem disto a sua paixão.
Ninguém melhor que o Astrónomo, para poder classificar o verdadeiro sentido da palavra; "OVNI" ,pois detém um conhecimento do céu, que despista facilmente fenomenos ditos "estranhos" para a maioria da população;

"Eu felizmente tive a sorte de presenciar ao vivo e a cores um fenómeno Ovni genuíno, aliás foi graças a ele que começei a andar de nariz no céu. Isto passou-se na Costa da Caparica tinha eu cerca de 8 (em 1982/83) anos numa quente noite de Verão, tinha-mos ido num jantar familiar ao conhecido "Barbas", á saída do restaurante a minha irmã mais velha gritou "olhem uma estrela cadente"!!
Mas esta "estrela" que vinha do lado da arriba da costa era incrivelmente brilhante e vinha muito devagar, de salientar que nesta noite estavam várias dezenas de pessoas a passear no paredão da costa à beira-mar e todas presenciaram a coisa, esta "bola de luz" não emitia qualquer som e vinha a baixa altitude, não era possível ver o formato ao certo pois o espectáculo de luz era tal que ofuscava, emitia luzes de várias cores com um brilho imenso, após passar lentamente à frente de todos o objecto disparou a uma velocidade vertiginosa acompanhando em curva toda a baía de Cascais e arredores até desaparecer no espaço.
Claro que toda a gente ficou a olhar uns para os outros com cara de "parvos" e sem perceber muito bem o que se passou...quando chegámos a casa estava a passar no noticiário "notícia de última hora, um Ovni foi avistado na linha de costa de Lisboa e foi detectado nos radares do aeroporto de Lisboa".
Nessa noite esgueirei-me para a cama dos meus pais pois não conseguia dormir com medo...
Tudo isto culminou na minha paixão pelo desconhecido e mais propriamente pela astronomia que para mim é como uma coisa espiritual."

Quase todos os meses têm-se avistado estranhos fenómenos...mas vou colocar alguns relatos de Novembro até Dezembro;

Ana Ferreira;

"Estava a passar de carro, com o meu pai, na auto-estrada que passa em frente ao Ikea de Matosinhos, pelas 21h do dia 05/10/2011, quando apareceu no céu algo de cor verde fluorescente, bastante luminoso, que se dirigia a grande velocidade para o solo. A trajectória era rectilínea (em direcção a Este), sem alterações da rota, da velocidade ou da cor. O objecto parecia incandescente e deixava um rasto de luz verde à sua passagem.
Ao chegar mais perto do solo, a luz/objecto pareceu partir-se em vários pequenos pedaços em todas as direcções e desapareceu logo de seguida. Tudo não durou mais que, breves segundos."

Luis Aparicio;

"No Sábado dia 5 de Novembro 2011, cerca das 21 horas foi visto durante mais de quatro minutos um ovni, quando uma senhora do nosso conhecimento circulava entre a vila da Ericeira e a entrada na auto-estrada A16. O mesmo emitia um batimento regular de luzes, vermelho, branco azulado e vermelho, este batimento durava cerca de dois segundos. De seguida essas luzes paravam durante cerca de dois segundos. Depois o ovni voltava a emitir a sequência das três luzes e parava."



Ufos

Mais...

Isabel Alves tem 34 anos, vive a 400 metros de altitude na Serra da Gardunha, na Aldeia de Joanes em plena Cova da Beira onde se produzem as melhores cerejas de Portugal. Virada para norte, e para a Serra da Estrela esta parte da Gardunha foi palco dum festival de luzes e sons no dia 22 de Novembro 2011. Isabel é casada com o Miguel e tem uma filha. Durante este Verão de 2011 tem visto muitas luzes anormais no céu da Gardunha e da Serra da Estrela, mas desta vez, juntou-se o som às luzes anormais, com movimentos que não são próprios da nossa tecnologia. Isabel contou-nos que "a emoção era tanta que não fui sequer capaz de me conter e divulgar o que via".

Maria Fernanda Estronca, vive na Barca do Pego – Alferrarede Velha, perto de Abrantes no centro de Portugal. No dia 2 de Dezembro de 2011, às 13.50 horas, andava numa azáfama própria duma senhora em actividades domésticas, colocava as peças da roupa, no estendal e por acaso olha para o céu. Algo estava ali parado no céu, parecia uma bola vermelha. Durante cerca de três minutos pode contemplar aquela bola. Essa bola estava parada, não rodava e tinha uma cor parecida com o vermelho.

Houve este ano em Portugal de Agosto a Novembro de 2011 uma série de relatos de estrelas cadentes de grande brilho e de cor esverdeada, vistos por todo o Mundo...considero uma estupidez que certos governos,como o Americano continuem a ocultar factos sobre estes fenómenos das populações!!!A desculpa é que é para proteger as pessoas da histeria Global...mas não será apenas para proveito próprio d alguma forma???
Como curiosidade em Setembro,estava eu e o meu marido no jardim da Quinta e estávamos apreciando a noite estrelada...Quando vimos no céu uma luz muito brilhante vermelha,parada por momentos(na altura pensámos que fosse a luz de um helicóptero...mas depois mudou para branca...)e de repente moveu-se,como se fosse uma estrela cadente e desapareceu num piscar de olhos...!!!!Esta foi,sem dúvida a 2ª vez que assistimos a algo estranho no céu...

Sem comentários:

Enviar um comentário