sexta-feira, 1 de junho de 2012

O Fantasma de Lincoln


Diz-se que o espírito do décimo sexto presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln não descansa em paz. Ele ronda a Casa Branca de acordo com uma série de testemunhas ilustres.
O presidente Franklin Roosevelt e a sua esposa Eleanor, foram dos muitos politicos e influentes, que tiveram um encontro com o Fantasma.
Tal como uma das empregadas dos Roosevelt, a pobre Mary Evan,que com o susto,saiu gritando do chamado "Quarto Lincoln" quando viu a figura de um homem alto, sentado na cama colocando as botas.
Harry Truman, que sucedeu a Roosevelt, estava convencido de que a Casa Branca era assombrada. Em certa ocasião, ele acordou ao ouvir duas pancadas fortes na porta do seu quarto,mas quando abriu não viu ninguém,apesar de ter ouvido passos que se afastavam.
Truman disse não sentir qualquer medo, pois segundo disse,preocupava-se muito mais com os problemas causados pelos vivos.
O presidente Eisenhower disse que sentiu a presença de Lincoln,tal como Winston Churchill quando visitou a Casa Branca em 1941, a quem foi designado o "Quarto de Lincoln", mas a noite não foi muito calma, pois notou a presença do seu antigo ocupante. Na noite seguinte, teve de solicitar uma mudança de quarto.
A Rainha Guilhermina da Holanda que durante a Segunda Guerra Mundial foi convidada para passar alguns dias na Casa Branca, viu o fantasma. Ela dormia no quarto rosa e acordou com batidas na porta, quando a abriu, ela viu-o  com sobrecasaca e cartola, e desmaiou no mesmo momento.
Nos anos 80 a filha de Ronald Reagan, Maureen, dormia com o marido no "Quarto de Lincoln" quando acordou de repente e viu-o rondando o quarto.Além disso,o seu cachorro Rex latia furiosamente quando passava pela porta do Quarto de Lincoln,mas nunca se atreveu a entrar no aposento.
 Mas o Fantasma de Lincoln não foi só visto na Casa Branca...Também foi visto em Fort Monroe,Virginia,na casa em que ficou quando planejou o ataque a Norfolk,durante a Guerra Civil,mas também na sua própria casa em Springfield,Illinois,hoje em dia um Museu.
Na sua casa Museu tem aparecido às vezes acompanhado por uma criança, que as testemunhas identificaram como o seu filho Willie, que morreu aos 11 anos em 1862, e por quem tinha um carinho especial.

Os empregados do Museu  às vezes sentem que alguém lhes toca nos ombros para descobrir em seguida, quando olham para trás, que não há ninguém.
Os guardas também contam que a cadeira de balanço de Lincoln balança sozinha e que no seu Túmulo são ouvidos suspiros e passos.

Sem comentários:

Enviar um comentário