sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Corpo de Princesa Tatuada Com 2.500 Anos Encontrado...

O corpo de uma Princesa foi encontrado preservado no gelo,na Sibéria, Rússia.
A Princesa Ukok,assim se chamava,foi encontrada nas Montanhas Altai,com dois guerreiros,para a proteger e 6 cavalos(para lhe facilitar a vida,no outro Mundo),ao seu lado e possuía tatuagens com cerca de 2.500 anos.
A arte corporal é notável e inclui criaturas Mitológicas. As Tatuagens elaboradas eram um sinal da idade e da posição social para os Antigos Povos Nomadas chamados "Pazyryk", descritos no século 5 a.C pelo Historiador Grego Heródoto.
A Investigadora que descobriu os restos mortais,Natalia Polosmak,disse que as tatuagens mudaram muito pouco ao longo do Tempo.

“Eu acho que nós pouco evoluímos sobre as Tatuagens desde os Pazyryks”,disse ela, ao jornal "Siberian Times".

A princesa Ukok morreu, provavelmente, aos 25 anos e poderá ter sido uma curandeira ou uma mulher considerada "Santa".
A Princesa, os guerreiros e os cavalos a 2.500 metros acima do nível do mar, próximo das fronteiras entre a Rússia com a moderna Mongólia, China e Cazaquistão.
As reconstruções das tatuagens nas imagens mostradas foram realizadas com os restos mortais da Princesa que é mantida conservada num Sarcófago de vidro permanente no "Museu Nacional de Gorno-Altaisk", na República do Altai, uma das divisões federais da Rússia.
 No entanto,ainda persiste a dúvida,entre os Especialistas,se de facto pertenceu à realeza ou era uma mulher "Santa",devido aos artefactos encontrados junto a corpo,como carne de ovelha e cavalo, ornamentos feitos com feltro, madeira, bronze e ouro, além de um pequeno recipiente contendo "Cannabis Sativa",  conhecida como Maconha.
Os Pazyryks acreditavaM que as tatuagens eram úteis na outra Vida, tornando mais fácil o processo de identificação de membros da mesma família após a morte.

Sem comentários:

Enviar um comentário