sábado, 20 de outubro de 2012

A Historia,Por Trás do "Suícidio de Lewis"...


O Inicio da Sua Fama de...

Meriwether Lewis (Charlottesville, Albemarle, Virgínia, 18 de Agosto de 1774 - Stand Grinder, Hohenwald, Tennessee, 11 de Outubro de 1809) foi Explorador, Soldado, recolector Botânico e Governador Norte-Americano. Lewis é conhecido por liderar, com William Clark, a expedição de Lewis e Clark, cuja missão era Explorar( logo após a compra da Louisiana), os novos Territórios adquiridos e conseguir estabelecer comércio e soberania sobre os Nativos, e reclamar o Noroeste do Pacífico e do Território do Oregon para os Estados Unidos antes que as Nações Europeias o tivessem feito.
Por Ter nascido perto de Monticello e ser amigo pessoal de Thomas Jefferson,na altura Presidente,este nomeou-o Governador da Alta Louisiana (Illinois Land) em 1806.E ao retornar da expedição de Lewis e Clark, Lewis recebeu em recompensa uma Propriedade com 6 km² e foi feito governador do Missouri. Instalou-se em Saint Louis.

 A Sua Viagem Misteriosa...

 Não se sabe ao certo se Lewis pretendia ir a Washington para publicar as suas Aventuras e ganhar bom dinheiro e para pagar as suas dividas(Já que era mau administrador...) e limpar o seu bom Nome ou se tinha uma Missão Importante do Governo a realizar...Existem muitas perguntas e poucas respostas!!!A unica certeza é que parecia estar com pressa e tencionava apanhar um Barco em New Orleans,mas mudou de repente de ideia e seguiu a rota do Mississipi até St.Louis e decidiu ir pelo Traço de Natchez e depois por Leste,até Washington.
Meriwether Lewis partiu de St. Louis a 4 de Setembro de 1809, com o seu servo John Pernier. Alguns dias depois,durante viagem, ele caiu doente, com a reincidência de Malária, uma doença que pode reaparecer inesperadamente e manifestar-se com uma variedade de sintomas - febre alta, delírios, paranóia, etc - que podem simular insanidade. Lewis hospedou-se no Fort Pickering (actual Memphis), sob o olhar atento do seu comandante de comitiva, o Capitão Gilbert Russell antes de partir para Nashville através do traço de Natchez. Durante este tempo, uma coisa peculiar aconteceu... Um Documento,descrevendo  diversas tentativas de suicídio do "perturbado" Governador Lewis,chegou a Nashville,assinado por Russell.
Mas o estranho é que nem era a letra,nem a assinatura era do Capitão Russell(tem-se hoje,a certeza...)!!!Então quem escreveu a carta e assinou e com que fim?
 
Poucas estradas da  História Americana têm o colorido ou o perigoso Passado,como o troço de Natchez. Um de seus apelidos era "Devil's Backbone"(A Espinha do Diabo).Em muitos lugares, o troço deixava de ser uma estrada e mais um caminho, originalmente tinha sido usado pelos Nativos Americanos da região. Agora era a principal rota terrestre de New Orleans para Nashville, uma comunidade de Fronteira pequena, por onde se podia ir para Leste. Ladrões e salteadores percorriam o troço rondando por alvos fáceis. Quase ninguém viajava pela  estrada sozinho,com receio de ficar sem todos os seus bens e muitas vezes...a Vida!!!

Consequentemente, quando Lewis parecia saudável o suficiente,quiz retomar a sua jornada e  precisava de outras pessoas para acompanhá-lo.O Capitão Russell  desejava ser a escolta do Governador, mas o seu pedido foi recusado pelo Brigadeiro-General James Wilkinson, um conhecido co-conspirador com Aaron Burr. Então, de repente chegou um Agente Indio Chickasaw, ao serviço de Wilkinson, James Neelly. Ele imediatamente  ofereceu-se junto com o seu próprio servo,para ser a escolta. Quatro homens eram melhores do que dois, e o grupo partiu de Fort Pickering a 29 de Setembro. 

Lewis estava bem protegido com um rifle, um par de pistolas,um Tomahawk, e um punhal. 
Na manhã de 10 de Outubro, os homens levantaram-se para ir encontrar os cavalos que haviam desaparecido. Em vez de permanecerem juntos, eles decidiram dividir-se com Lewis a ir em frente e Neelly concordando em encontrá-lo na próxima Pousada.


A Historia Mal Contada da Sra.Grinder...

Lewis deixou Neelly,então, para procurar os cavalos. (Numa História contada, dizia-se que os servos acompanharam Lewis...Noutra, eles seguiram-no algum tempo mais tarde.) 
Naquela tarde, o Governador Lewis chegou a um par de cabanas de madeira com  uma passagem entre cada uma(Era chamada de "Grinder's Stand", em Hohenwald, a cerca de 110 km de Nashville, Tennessee). Ele perguntou a uma mulher se era uma casa pública(Pousada). Ela afirmou que sim e ele pediu-lhe alojamento  na cabana em frente á dela. A Sra. Grinder estava sozinha com os seus filhos, porque , o marido estava fora (segundo a versão de cada Historia,ele estaria noutra fazenda deles ou na caça). Ela cozinhou o jantar para o Governador que comeu com ela e com os filhos (e, de acordo com um  dos relatos, os servos estavam lá também). 
A Sra.  Grinder comentou mais tarde que o seu comportamento era estranho,que começava a andar e depois sentava-se a conversar, "como um advogado." Ele pediu uma bebida, mas bebeu pouco.
O Servo Pernier e Neelly apareceram algum tempo depois (ou já estavam lá) e foram deitar-se (no estábulo ou na cabana de Lewis).

Mais tarde,durante a Noite, soaram tiros (dois ou eram três?). A Sra. Grinder logo a seguir ouviu um barulho do lado de fora como se alguém estivesse se arrastando. Então a voz de Lewis gemeu implorando por água. Temerosa do perigo que espreitava no escuro,a  Sra. Grinder  recusou o seu pedido e manteve a porta fechada. Ela , porém, por entre as frestas da sua porta viu o Governador  raspando o balde de água vazio, e penosamente arrastar-se de volta para a sua cabana.

Uma vez que o dia clareou a Sra.  Grinder disse que  foi visitá-lo (presumivelmente, para,finalmente,dar-lhe um pouco de água) e encontrou-o ferido na cabeça e no peito. Os servos (um ou ambos os quais podem ou não ter estado presentes na cabana ou dormido no celeiro) alegou que ele havia dito;

"Eu fiz o negócio." 

Ele reclamou que, porque ele ser tão forte levou tanto tempo para morrer. Lewis deu o seu último suspiro, cedo,naquela manhã.

 

Algum tempo depois, James Neelly chegou. A única escrita deste acontecimento trágico vem da sua pena.Como ele não estava presente no momento,dá os servos e  a Sra. Grinder  como testemunhas. Neelly escreveu a notícia para Jefferson e, aparentemente, para outros, também. Ele anunciou que a morte de Lewis foi um suicídio;

 "Senhor: É com extrema dor que eu  o informo sobre a morte de sua Excelência Meriwether Lewis, Governador da Louisiana superior, que morreu na manhã do dia 11, e lamento dizer, por suicídio. "

Tanto Clark e Jefferson prontamente aceitaram o veredicto citando o quadro melancólico de seu espirito,do seu amigo(Só mais tarde é que Clark,não acreditou,achando algo suspeito...) . O unico que refutou a carta de Neelly foi o Capitão Russell, que insinuou que Neelly poderia ter sido responsável pela morte do Governador. Além disso, cada vez que a Sra. Grinder relatava a História, mudava um pouco...Teve pelo menos 3 versões diferentes!!!

 O medico que o deu como morto no seu relatorio escreveu que" ele poderia ter sido assassinado",devido ao estudo dos seus dois ferimentos,um no abdomen e outro na cabeça,á queima roupa.
Como poderia um exímio atirador estragar o seu próprio suicídio e ser forçado a atirar duas vezes...?É caso para pensar bem...
 Segundo o homem que construiu o caixão, ele tinha um buraco na  nuca...!!!
 Se Lewis tivesse disparado contra o seu abdomen,tinha que voltar a carregar a sua pistola,em sofrimento,com o cartucho e a pólvora, para atirar para a sua nuca...!!!Só se fosse um Super Homem...!!!
A Sua Morte não foi Suicidio...mas Assassínio e premeditado...!!!

 

 "Suicidio" ou Assassínio?...;

Vamos claramente dizer que foi um Assassínio.
É verdade que Lewis poderia estar Melancolico e sim,doente,mas não demente como tentaram fazer parecer ao longo da viagem,para explicar o porquê do Futuro "Suicidio".
Se fosse Suicidio...porque Lewis carregava consigo as suas Memórias para Publicar em Washington,para ganhar dinheiro?!Se tivesse vontade de se Suicidar,para quê levá-las? E ainda mais porque não se Suicidiaria em casa,sem ter que partir,para tão longe,para tal lugar tão idiondo,como Natchez e especialmente para aquela Pousada?...Nem a Famosa Carta, não escrita por Russell,nem a Historia dos cavalos desaparecidos(que foi muito conveniente...para alguém da viagem!!!),nem as várias versões da Sra. Grinders!!!!
A lista de Suspeitos de assassinato possíveis pode ser muito prontamente 
reduzida....
Lewis não morreu vitima de alguns Salteadores da Estrada maldita,mas na "Segurança"da Pousada da Sra. Grinders!!!
Aqueles que ainda acreditam no Suicidio e não  num Crime típico deve pensar porque  Bandidos simplesmente matariam Lewis, para não aliviá-lo do seu belo conjunto de pistolas, do relógio e de outros objectos pessoais? Só o seu dinheiro foi levado(e talvez algo que tenha a haver com o Codigo Secreto...), mas não se sabe por quem...Será...que não?


Uma Breve Pausa na Historia...

Para ir mais Além da Historia,tenho que  fazer uma Pausa e contar alguns pormenores interessantes e muito Importantes para o enredo;

Antes da partida de Lewis de St. Louis, o Governador soube que alguém
,Wilkinson muito provávelmente,fez espalhar boatos. Assim como anteriormente durante o caso Burr, Wilkinson foi novamente o assunto de Inquérito, e alguns Historiadores postularam que ele pode ter decidido fugir da suspeita, alegando que o Governador Lewis tinha a intenção de criar uma insurreição, usando St. Louis como a sua base. Na sua última carta ao Secretário de Guerra Eustis,Lewis defensivamente escreveu;

 "Meu país nunca pode fazer "A Burr" de mim."


Supõe-se que  Lewis, que era conhecido pela sua honestidade e integridade, pode ter descoberto provas contra Wilkinson e planejava usá-las.Acredita-se que este pode ter sido o verdadeiro propósito por trás da sua viagem a Washington e até porque ele escolheu tomar uma rota terrestre, em vez de viajar pelo rio. Lewis pode não ter tido medo de navios Britânicos no Golfo, mas o facto é que Wilkinson estava em New Orleans!!

 Thomas Jefferson era obsecado por códigos e ele junto com Lewis, tinham um codigo Presidencial Secreto que usavam para falar entre si,para escrever documentos importantes ou algo que não desejavam que outros descobrissem ...Lewis usava esse Codigo constantemente até mesmo para fazer certa Lista de nomes de Oficiais,se eram Leais ou não e outros motivos...Á frente de cada nome tinha umas Letras de código...mas adivinham quem estava em primeiro lugar na sua Lista?Exactamente...o Brigadeiro-General James Wilkinson...e sem nada á frente do seu nome,mostrando o quanto Lewis desconfiava dele e o quanto,este,o repugnava!!!
Pensa-se que o General estava com medo que Lewis ao chegar a Washington falasse sobre isso,mostrando algumas provas...Os Documentos de Lewis pareciam ter sido muito manuseados,como se alguém procurasse algo...

O Brigadeiro-General James Wilkinson;

O General James Wilkinson nasceu pobre em 1757 na Costa Leste e com a idade de 20 anos, tornou-se Brigadeiro-General .Mas era um homem e Oficial perigoso e quem se metia no seu caminho era irradicado,de vez,era um mestre da Dissimulação.
Em 1804, Wilkinson tinha conspirado com Aaron Burr para criar o seu proprio "Império do Oeste" e tentou extorquir dinheiro e armas ao Reino Unido e á Espanha e acabou por receber dinheiro da Espanha,como suborno. Ainda ligado a Burr em 1806 ,Thomas Jefferson foi informado da trama. Burr foi levado a julgamento, mas foi absolvido de alguma forma. Wilkinson também escapou castigo( e,  até foi devolvido para o cargo de Governador da Louisiana após a morte de Lewis!!!). Tem sido apontado que Frederick Bates, que muito fez para sabotar a carreira de Lewis, em St. Louis, estava perto de Wilkinson e permaneceu em contacto com ele em New Orleans.

A Teoria da Conspiração... 

Sendo assim,é bem fácil "vislumbrar" a Teia que se enredou para o Assassinio de Lewis,desde o inicio da sua viagem...
Ora Vejamos;

Tanto o Capitão Gilbert Russell como James Neelly,eram Soldados de Wilkinson,embora  eu acredite,que Russell esteja inocente e foi outra vitima no enredo(não esqueçamos da falsa Carta"Enviada e Assinada",por ele...)
O desaparecimento dos cavalos,foi forjado,para Lewis chegar á Pousada e ao seu Fatal Destino.
O que"Aconteceu"é só narrado por 1 Testemunha a Sra. Grinders,que mentiu várias vezes contando várias versões...Assim,seria verdade que o marido não estava em casa?Estariam os Servos e Neelly,lá também...ou não?
Acredita-se(Tal como eu acredito...)que foram os Grinders,junto com Neelly(ou com a sua ajuda...)que o mataram a mando do General Wilkinson,foi portanto um Assassinato Politico.
Nesse tempo era muito comum os donos de Pousadas matarem os seus hospedes para ficar com os seus Bens...e Grinders(e Neelly?)ficaram com o dinheiro que Lewis levava para pagar a suas dividas.Talvez até tenham recebido um bom extra do General...porque anos mais tarde, os Grinders conseguiram adquirir uma propriedade atraente, embora ninguém tivesse ideia donde o dinheiro teria vindo!!!
É interessante notar que havia algumas Sepulturas nesse local isolado não marcadas. Talvez usadas pelos Grinder como suporte de outros"Suicidios".de viajantes desafortunados..?
Descobriu-se recentemente,que nem a Data da morte de Lewis,pode ser esta,pois
James Neelly,como"boa peça" que era,estava nesse mesmo dia,em Tribunal a ser julgado,pelos seus maus actos,a 100 km de Distância da Pousada,a 2 dias de cavalo!!!Portanto,não foi logo após a Morte de Lewis,Que Neelly escreveu a dar a Noticia  a Jefferson,a Clark e a outros...

O Monumento ao Misterio;

Monument for explorer Meriwether Lewis
 Nas colinas verdejantes e tranquilas do centro de Tennessee está uma coluna de pedra calcária de 20 metros cercada por carvalhos. Para alguns, é um memorial para Lewis, que está  aí sepultado. Para outros, é um monumento ao Mistério.
Descendentes de Lewis também não acreditam no suicídio e pediram ao "Serviço Nacional de Parques" para deixar exumar os seus restos mortais. Eles ainda contractaram uma Empresa de Relações Públicas, criaram um Site e doaram ADN.
"A família uniu-se por um muito tempo  para ter uma exumação e encontrar a verdade", diz Howell Lewis Bowen, Meriwether seu quatro-sobrinho. -"Nós achamos que ele merece ser ouvido."
James Starrs, um professor aposentado de Direito e Ciências Forenses na "Universidade George Washington" e co-autor de um livro sobre a morte do Explorador, diz que os ossos de Lewis poderiam dar algumas respostas, mesmo após dois séculos.

"Não é uma questão do número de anos", diz Starrs. "É uma questão da condição dos restos. Fiz uma exumação do irmão de George Washington, e ele tinha sido enterrado á mais de 200 anos, e os restos foram localizados em perfeitas condições."
"Se esse for também o caso de Lewis, - disse Starrs- e se se encontrar uma ferida na parte de trás do crânio - os historiadores podem ser forçados a reconsiderar a alegação do suicídio".

Há muitas duvidas sobre a sua morte e parece que algo ou alguém,não está interessado em mexer no caso...
Assim sendo...podemos dizer;

"Morto Por Tiros de Pistola ...Em Misteriosas Circunstâncias"!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário