terça-feira, 19 de março de 2013

Blits Danificado Pelo Lixo Espacial de Satelite Chinês...

Colisão do satélite com o fragmento de lixo espacial
O "Blits",um pequeno Satélite Russo ,foi recentemente danificado,  por um pedaço de lixo Espacial Chinês. A colisão aconteceu  no dia 22 de Janeiro, da qual começou a mostrar problemas de funcionamento. O "Blits" ("Ball Lens In The Space"),foi posto em órbita no Ao de 2009, é um objecto redondo, de 7,5 Kg e com uma superfície de vidro reflectora. O seu trabalho era de realizar experiências Geofísicas e medições através do Impulsos Laser.
O detrito com que chocou é um dos pedaços do Satélite Meteorológico "Fengyun-1C" que, em 2007, já não estando operacional,e por isso foi alvo de um míssil lançado por Pequim, um teste ao sistema Chinês de Anti-Satélites (ASAT - Anti-Satellite Weapons).
O artefacto pesava 750 Kg e foi destruído a 865 Km de altura, tendo sido ficado em 950 fragmentos com 10 ou mais cms e em 35 mil peças mais pequenas. A nuvem que formou estende-se entre 200 e 3850 km de altura, representando um perigo para vários Satélites e para a Estação Espacial Internacional, que já se viu obrigada a realizar várias manobras para não ser atingida.
 No dia 4 de Fevereiro, os cientistas Vasiliy Yurasov e Andrey Nazarenko, do Instituto de Engenharia de Instrumentos de Precisão (Moscovo), aperceberam-se que a órbita do "Blits" tinha baixado 120 m e que a sua rotação e orientação estavam também muito afectadas.
Os dados do Sistema de Vigilância Espacial Norte-Americano revelaram que nesse dia o Satélite estava muito próximo de um fragmento do "Fengyun 1C".
O International Laser Ranging Service (ILRS), órgão internacional patrocinado pelo "Goddard Space Flight Center",da Nasa, que estava a coordenar as medições realizadas pelo Satélite, informou que a colisão alterou abruptamente os parâmetros orbitais do "Blits".
Os cientistas russos admitem já que o "Blits" não pode continuar a ser utilizado pois ficou seriamente danificado, provavelmente tendo-se partido em dois. O Sistema de Vigilância Espacial localizou já um fragmento que pertenceria ao Satélite Russo. Este era formado por duas esferas – uma dentro de outra – sendo que uma parte da exterior estava coberta por uma camada reflectora.

Sem comentários:

Enviar um comentário