quarta-feira, 18 de setembro de 2013

O Exercito Perdido de Cambises II...

Um exército de 50.000 homens pode simplesmente desaparecer, sem deixar vestígios?  Sem que se tenha alguma notícia ou se ache restos de cadáveres ou armas?
Segundo o Historiador Grego Heródoto, isso aconteceu no ano 523aC. O poderoso Império Persa estava sob o Reinado de Cambises II, Filho do Grande Ciro. O Imperador, era Conhecido pela sua Crueldade, havia Conquistado o Egipto e preparava-se para invadir a Etiópia. No caminho, Cambises II enviou uma parte de seus exércitos para destruir um Templo em Siwa, localizado no Sahara, na Fronteira com a Líbia.Pois ele acreditava que os Sacerdotes daquele Templo estavam planejando uma revolta contra ele.
Mandou 50.000 homens bem treinados e milhares de animais carregando equipamentos e suprimentos destruírem o Templo e passarem a fio da espada os Sacerdotes. Após alguns dias de viagem, o Exército alcançou Bahariya, último Oásis antes de chegar ao Templo. Até este, seria então 30 dias sem água e sombra, sob um Sol causticante durante o Dia, e Frio durante a Noite.
Após dias e dias de sofrimento  nas intemináveis Areias do Sahara, o Exército estava a descansar. De repente, uma enorme Tempestade de Areia vinda do Sul,atingiu-os. 
Nunca ninguém encontrou vestígios do Poderoso Exército de Cambises II. Desde o século XIX, Arqueólogos procuram os restos da imensa Expedição Perdida.
Há seis anos, Geólogos que faziam a Pesquisa Petrolífera numa região a 50km de Siwa depararam-se com fragmentos de tecidos, punhais e ossos, que poderiam ter pertencido ao Exército de Cambises II.
Agora, uma Equipa de Arqueólogos Italianos Descobriram recentemente sob a areia do Sahara restos de Armas de bronze, uma pulseira de prata, brincos e centenas de ossos humanos que poderiam pertencer ao Exército Persa Perdido. 

"Nós Descobrimos a primeira Evidência Arqueológica de uma História relatada pelo Historiador Grego Heródoto," disse ao Discovery News o Professor Dario Del Bufalo, um Arqueólogo da Universidade de Lecce envolvido na Expedição.
As Descobertas são o resultado de uma Investigação que já dura há 13 anos, começou em 1996 - e que levou cinco Expedições. Até agora, eles encontraram alguns objectos, como uma adaga de bronze, várias flechas e ornamentos. 

"Estamos falando de pequenos itens, mas eles são extremamente importantes porque são os primeiros artefactos Aquemenida, que datam do tempo de Cambises, a ser encontrado no deserto num lugar perto de Siwa", disse Alfredo Castiglioni.

Sem comentários:

Enviar um comentário