quinta-feira, 9 de julho de 2015

Hermes,o Mensageiro dos Deuses...

Hermes
 
Hermes Trismegisto ou Hermes Trismegistus que quer dizer Hermes o três vezes Grande, Hermes era, na Mitologia Grega, um dos Deuses Olímpicos, filho de Zeus e de Maia, e possuidor de vários atributos. Divindade muito antiga, já era cultuado na história pré-Grécia antiga possivelmente como um Deus da fertilidade, dos rebanhos, da magia, da Divinação, das estradas e viagens, entre outros atributos. Ao longo dos séculos o seu mito foi extensamente ampliado, tornando-se o mensageiro dos Deuses e patrono da ginástica, dos ladrões, dos diplomatas, dos comerciantes, da astronomia, da eloquência e de algumas formas de iniciação, além de ser o guia das almas dos mortos para o Reino de Hades, apenas para citar-se algumas de suas funções mais conhecidas. Com o domínio da Grécia por Roma, Hermes foi assimilado ao deus Mercúrio,e através da influência Egípcia, sofreu um sincretismo também com Toth, criando-se o personagem de Hermes Trismegisto. Ambas as assimilações tiveram grande importância, criando rica tradição e perpetuando sua imagem através dos séculos até a contemporaneidade, exercendo significativa influência sobre a cultura do ocidente e de certas áreas orientais em torno do Mediterrâneo, chegando até à Pérsia e à Arábia.
A sua importância era imensa, e a ele foi-lhe atribuído o conjunto de textos chamados "Corpus Hermeticum" e a "Tábua de Esmeralda", ambas as obras são de grande importância no Universo Ocultista, e alvo de estudos dos estudiosos até hoje.
Mas possivelmente esses escritos foram feitos por diversas pessoas, depois foram unidos e acumulados pelos locais que passaram e foram atribuídos a Hermes Trismegisto, que seria um Mestre em Filosofia, Magia, Alquimia, Numerologia e muitas outras Artes com muitos Escritos, alguns que segundo a história se perderam quando ardeu a Biblioteca da Alexandria,no Egito.
Foi um dos deuses mais populares da Antiguidade clássica, teve muitos amores e gerou prole numerosa. Com o advento do Cristianismo, chegou a ser comparado a Cristo em sua função de intérprete da vontade do Logos. As figuras de Hermes e de seu principal distintivo, o "Caduceu", ainda hoje são conhecidas e usadas por seu valor simbólico, e vários autores o consideram a imagem tutelar da cultura ocidental contemporânea.

Sem comentários:

Enviar um comentário