sexta-feira, 15 de julho de 2016

Hipatia,Mulher de Mente Brilhante...

 
Hipatia (370-415 d.C.) foi a primeira Mulher Matemática,Filósofa, Cientista e Astronoma. Nascida em Alexandria, foi criada pelo seu Pai Teon, pois a sua Mãe Morrera enquanto ela ainda era bebé. Professor Universitário de Matemática e importante Astronomo, ele supervisionou todos os aspectos da Educação de Hipatia. Sob a sua tutela, ela estudava Matemática, Literatura, Filosofia e Artes, e ainda submetia-se a rigorosos exercícios diários com ele.
Ainda estudava Religião,Poesia e a Arte da Retorica & Oratica também não foram descuidadas...
 

Depois de frequentar uma escola em Atenas em que Plutarco (46-120 d.C.) lecionava, Hipatia voltou á Alexandria e tornou-se Professora da Universidade, ocupando a cadeira que fora de Plotino. Aos 30 anos já era diretora da Academia, sendo muitas as obras que escreveu nesse período Hipatia era considerada um tipo de Oráculo, e Alunos de diversas partes do País iam a Alexandria para assistir às suas Palestras inspiradoras sobre Matemática e para Estudar com ela.

 Um dos seus alunos foi o notável filósofo e Bispo Sinésio de Cirene (370 - 413), que lhe escrevia frequentemente, pedindo-lhe conselhos. Através destas cartas, sabemos que Hipátia desenvolveu alguns instrumentos usados na Física e na Astronomia, entre os quais o Hidrometro.

Hipatia sugeriu que Sinesio medisse as posições das Estrelas e dos Planetas com um Astrolábio e um Planisfério, Instrumentos Astronomicos que ela havía projectado.

Pensa-se que Hipatia, que manteve as tradições Religiosas da Grécia apesar de o Cristianismo ser a Fé dominante na Alexandria,nessa altura...

De acordo com o relato de Sócrates, o "Escolástico 17" , numa tarde de Março de 415, quando regressava do Museu, Hipátia foi atacada em plena rua por uma turba de Cristãos enfurecidos. Ela foi arrastada pelas ruas da Cidade até uma Igreja, onde foi cruelmente Torturada até a Morte. Depois de Morta, o corpo foi lançado para uma fogueira.
Segundo o mesmo Historiador, tudo isto aconteceu pouco tempo depois de Orestes, Prefeito da Cidade, ter ordenado a Execução de um Monge Cristão chamado Amónio, acto que enfureceu o Bispo Cirilo e seus correlegionários.Devido à influência Política que Hipátia exercia sobre o Prefeito, é bastante provável que os Fiéis de Cirilo a tivessem escolhido como uma espécie de alvo de retaliação para vingar a morte do Monge. Neste período em que a população de Alexandria era conhecida pelo seu caráter extremamente violento, Jorge de Laodiceia (m. 361) e Protério (m. 457), dois Bispos Cristãos, sofreram uma Morte muito similar à de Hipátia;o primeiro foi atado a um camelo, esquartejado e os seus restos queimados; o segundo arrastado pelas ruas e atirado ao fogo.
Dito isto, a eventual relação de Cirilo com o ocorrido continua a ser motivo de alguma controvérsia entre os Historiadores. Embora Sócrates e Edward Gibbon afirmem que o Episódio trouxe opróbrio para a Igreja de Alexandria, não mencionam qualquer envolvimento direto do Patriarca.O Filósofo Pagão Damáscio, por sua vez, atribui explicitamente o Assassinato ao Patriarca, que invejaria Hipátia. Contudo, a Enciclopédia Católica lembra que Damáscio escreveu cerca de um século depois dos factos e que os seus Escritos manifestam um certo pendor Anticristão.

As últimas pesquisas crêem que o homicído de Hipátia resultou do conflito de duas facções Cristãs;uma mais moderada, ao lado de Orestes, e outra mais rígida, seguidora de Cirilo, responsável pelo ataque

Sem comentários:

Enviar um comentário