quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Os Enigmáticos Fenícios

Image and video hosting by TinyPic
Salomão é considerado o maior dos governantes dos Hebreus e o seu governo ficou caracterizado pela sua hábil política, formalizando acordos comerciais com Hirã, rei de Tiro, na Fenícia. Este acordo garantiu-lhe a ajuda necessária para construir o seu grandioso Templo, em homenagem ao Senhor de Israel.
Além das abundantes madeiras de cedro, retiradas das encostas do Monte Líbano, Hirã forneceu também máquinas, operários e habilidosos engenheiros. Sabe-se que os Fenícios navegaram por praticamente todo o globo, absorvendo culturas e conhecimentos provenientes de vários povos. Por este motivo, fica muito difícil avaliar o avanço da cultura genuinamente Fenícia. Não resta dúvida, no entanto, que as suas edificações e os seus conhecimentos de engenharia eram extraordinários.
Image and video hosting by TinyPic
O Templo de Salomão foi durante muito tempo um ícone de beleza e o símbolo material do monoteísmo e do poder dos Hebreus, sendo admirado mais tarde pelos Romanos. Porém, não é a beleza desta edificação o que mais impressiona, e sim a constatação de que o Templo possuia pára-raios(incrivel,não???). No seu tecto, havia pontas metálicas de ferro que se ligavam ao solo por grossos fios de bronze.
Se conheciam os pára-raios, seria improvável acreditar que os Fenícios conhecessem também a electricidade,tal como os Egipcios?

Sem comentários:

Enviar um comentário